Postagens

Mostrando postagens de 2013

Honda CB 125 S2 1976 ( a 1ª namorada a gente nunca esquece ! )

Imagem
Em 1977, já trabalhando e ganhando relativamente bem, comprei uma Honda CB 125 S2 1976, com pouquíssimo uso e muito bem conservada. Este era o folder de 1976 no Brasil:


A 125 s, como era conhecida, tinha um apelo diferenciado por ser importada e contar com alguns HPs a mais que a CG 125. Ela tinha 14 HPs a “incríveis” 10.000 rpm (informações da propaganda), comando de válvulas movido por corrente dentada no cabeçote, 5 marchas, sendo oferecida nas cores vermelho rubi e azul riviera.

VIDEOS - AS COMPETIÇÕES DE MOTO NO BRASIL NOS ANOS 80

Imagem
Amigos,
Ha tempos quero falar das competições que aconteciam no Brasil nos anos 80.  Tanto as de moto-velocidade (RD350 por exemplo), quanto de motocross (hollywood motocross e o mundial de motocross) e também de enduro (enduro da independência e enduro das praias).




Sem dúvida o Brasil vivia a era do off road, e, apesar dos campeonatos de moto-velocidade acontecerem, tinham pouca enfase.




A época era dos grandes rallys africanos (rally Paris-Dakar, Rally dos Faraós etc) e nós aqui seguíamos essa moda.

Como ja falamos algumas vezes aqui, este blog não quer transformar-se num "tratado" sobre nenhum assunto, e sim uma sala de estar - ou uma garagem - onde amigos possasm reunir-se e falar sobre o tema....  portanto, nada mais justo que contar essa historia das competições dos anos 80 em baixa definição, como era a TV daqueles tempos, e em matérias as vezes toscas, pouco produzidas... assim como era nosso dia a dia...

DO NAMORO AO CASAMENTO

Imagem
Vou contar aqui uma história simples, mas real, que retrata o que rola, desde a primeira olhada em uma moto anunciada, o primeiro contato com o vendedor, ouvir a história da moto (essa é a parte que mais gosto), ver cuidadosamente as fotos ampliadas, os detalhes, fazer a proposta, discutir valores, até que chega o dia de finalmente ir ver a motoca - se realmente ela é tudo que foi prometido, e fechar o negócio, trazendo o troféu pra casa.

O caso de hoje é de uma Vespa PX200 1987, que encontrei na internet anunciada da seguinte forma:
Vendo Vespa PX200cc, ano e placa 1987, único dono, 100% original, apenas 4.400km, docs OK e em meu nome.
A primeira foto do anúncio já mostrava o velocímetro marcando os 4.406 km.  Interessante !

AVENTURA: MACHU PICCHU via ATACAMA - 2002 - Yamaha R1

Imagem
As mesmas considerações que fiz sobre o texto  a respeito  da aventura à  Ushuaia, no ano anterior, valem pra este texto.  Foram apelos de leitores que me levaram a publica-los aqui, um pouco contrariado, pois sai totalmente do foco do blog (as motos dos anos 80), no entanto, moto é moto, e sempre é bom falar, ler e escrever sobre elas e o que elas nos proporcionam.  Segue abaixo o relato, o texto é de época, foi escrito a cada noite durante a aventura (com papel e caneta, pois nunca levei notebooks, gps, internet 3g, celulares em minhas aventuras - praticava o estilo "UNPLUGED" - o qual sigo praticando até hoje em minhas viagens de moto, com exceção do celular).

MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO

Imagem
Eu procuro escolher as motos para meu acervo pessoal com muito cuidado. Prefiro pagar um pouco mais caro, prefiro ter paciência de procurar até encontrar por uma moto muito bem conservada e original, do que comprar uma carcaça e mandar pra restauração, ou comprar uma moto baleada, mal cuidada, com muitas peças do mercado paralelo e tentar colocá-la em ordem, das motos restauradas por amadores então eu simplesmente fujo. Entendo que, não apenas acaba saindo mais barato a primeira opção, mas principalmente, uma restauração nunca será igual ao original de fábrica, sempre fica algum detalhe, alguma imperfeição.

PEÇAS. ONDE ENCONTRAR ? O QUE VALE A PENA GUARDAR ?

Imagem
Bem amigos, aí entramos num tema que é comum a todos, tanto os que resolvem restaurar suas antigas, quanto os que garimpam sua raridade quase zero km: das peças ninguém escapa.

Em minha opinião, ter uma moto antiga e não se preocupar em ter um estoque de peças é um contra-senso pois, mais cedo ou mais tarde você precisará de alguma peça e, sem duvida a cada dia a oferta é menor.
Mas, que peças devo comprar ?
Peças de desgaste programado são obrigatórias pra qualquer colecionador que se preze: 
- filtro de ar - rolamentos  - cabos (acelerador, embreagem, freios, velocímetro, contagiros, afogador, descompressor e por aí vai) - pastilhas e sapatas de freio - lâmpadas - fusíveis  - relação de transmissão 

SOBRE O AUTOR

Imagem
Quando comecei a escrever esse blog, a ideia era simples e ingênua, publicar algumas fotos das minhas motos e compartilhar com alguns poucos amigos que se interessassem pelo tema, um pouco dessa paixão.




Mas, ao começar a escrever comecei a sentir-me à vontade, resgatando de alguma forma lembranças dos anos em que eu escrevia para publicações especializadas em motociclismo... Enfim, fui me empolgando, e para que o blog ficasse menos impessoal, para que os visitantes pudessem realmente tomar assento nessa "garagem virtual" resolvi puxar a primeira cadeira, apresentando-me:

SEJA BEM VINDO !!! - Motos Classicas "80" -

Imagem