domingo, 16 de março de 2014

RESTAURAÇÃO X REFORMA




Em uma matéria anterior, falamos das "entrevistas" a que somos submetidos nas ruas quando estamos com nossas motos antigas, e elas são realmente muito comuns,  uma das conversas mais comuns, alem do tradicional e embaraçoso "quanto vale ?" que relatamos naquele momento, é a seguinte:

- Que linda moto! Parabéns!  É restaurada?

Pergunta muito pertinente, pois uma grande parte dos carros e motos antigas que circulam em nossas vias, são frutos de uma boa restauração.  Deixo bem claro que uma restauração bem feita, com critérios, usando manuais de fabrica, peças originais do fabricante e tendo muito cuidado na pintura, é algo de valor reconhecido e atinge o objetivo que o colecionador procura: preservar a memoria!

Nesta postagem vamos mostrar o que é uma restauração e o que é uma revitalização, quais as diferenças e quais os objetivos de cada uma.  Lembrando que, até mesmo no momento da vistoria para obtenção da placa preta de colecionador, existem critérios diferentes de avaliação de veículos restaurados e veículos originais.

É importante entender e classificar com bastante clareza a diferença entre motocicletas 100% originais de fábrica! motocicletas restauradas, motocicletas reformadas e ouso criar uma última categoria, as motocicletas revitalizadas. Vamos a elas:

- bem, a 100% original de fábrica é simples! são motos que jamais foram desmontadas, nunca tiveram peças trocadas! seus acabamentos ainda que com algumas marcas mínimas do tempo, a chamada "patina", permanecem originais como saíram da fábrica, suas peças não foram substituídas por peças originais compradas em concessionárias. Isso em motocicleta é mais comum do que em carros por exemplo, lembrando que na maioria das vezes a motocicleta é ou foi, o segundo ou terceiro veículo da família, e como tal as vezes rodava pouco, ou até mesmo não rodava nada, ficava parada em alguma garagem do interior, cobertinha por uma capa...  Chegam a extremos, motos como a vespa e a XL 125S deste blog, onde até mesmo os pneus são os que foram instalados na fábrica.

- numa segunda categoria estão as que classifiquei como revitalizadas, são motos originais, que, diferente das primeiras, foram usadas em sua vida, mas tiveram a sorte de terem donos cuidadosos, rodaram pouco, sofreram manutenções normais ao longo de sua existência, com troca de peças originais compradas em concessionárias.  Suas partes vitais nunca foram mexidas, com motor ainda standard.  Pinturas originais (devidamente polidas e cristalizadas), plásticos também originais, ainda que tenham sido trocados em algum momento por desgaste, foram trocados por plásticos originais comprados em concessionárias.

- Aí, no meu ponto de vista, na seqüência vem as restauradas. E é aí que existe uma grande confusão, pois uma boa restauração é nada mais do que uma reforma, mas com um detalhe vital: uma reforma feita por um profissional especializado, fruto de grandes pesquisas em catálogos, livros, revistas, museus, outros colecionadores afim de fazer com que a moto fique o mais próximo possível de seu estado original de fábrica. Não se polpam esforços neste momento, um galão de tinta pode ser importado do Japão ou da Alemanha afim de garantir a perfeição da cor.  Técnicas de pintura são realizadas de acordo com o que cada fabricante fazia na época, com seus defeitos e qualidades.pecas são importadas de toda parte do mundo, afim de realmente dar vida a moto novamente, exatamente como ela era.

E por fim, a reforma.  Nada contra a reforma, mas o que vejo muito por aí são motos reformadas sendo vendidas, ofertadas e apresentadas como restauradas.  Uma reforma, é como se fosse uma restauração, passa pelas mesmas etapas, jateamento, pintura, serviços mecânicos, elétricos, compra de peças e montagem, mas sem necessariamente seguir aos rigorosos padrões de fábrica, por exemplo, muitas vezes feita pelo próprio proprietário no fundo do quintal, providenciando a pintura no funileiro da cidade, que vai colocar uma cor "parecida" com a original, e vai pintar como quem pinta um automóvel, afinal é sua especialidade, enverniza o que não era para ser envernizado (por cima de adesivos por exemplo) pois instrui o proprietário que "assim fica melhor"... Jateia o que era pra ser lixado, lixa o que era pra ser jateado. Ele pode até ter razão e ficar realmente melhor, mas o melhor neste caso não seria mantê-la como era na época ???  As peças acabam sendo compradas sem muito critério,muitas vezes peças do mercado paralelo que ganharam até um apelido bonito ultimamente: "modelo original", ou seja são peças parecidas com as peças originais mas feitas por terceiros, não são observados detalhes, como manoplas, modelo dos pneus, fabricante dos plásticos, faróis, lentes dos piscas, textura da capa do banco, posição dos adesivos, quando até mesmo os adesivos não são produzidos em plotter e vendidos em sites de comércio eletrônico. Outra "gafe" que essas motos apresentam com freqüência é que a cor da pintura é bem observada e reproduzida mas a textura não... Aí temos motores brilhantes onde era pra ser acetinado, peças opacas que eram pra ser brilhantes...  Quem não se deparou com lindos e reluzentes raios cromados nas rodas? É a tal história, fica até mais bonito...mas não era assim.  Há também as lojas que vendem os kits originais repintados, em SP e em todas grandes cidades existe alguma delas, ia sim a coisa descamba, critério: zero.  São tanques reformados, amassados, masseados pra tampar suas "celulites", parece mais uma coxinha do que um tanque - de tanta massa! 



Bom, quando nós encontramos pelas ruas, a pergunta pode até existir, mas vai ser mais fácil de entender a resposta, não é mesmo?

Você se preocupa com a manutenção de sua clássica? Veja outras matérias sobre o tema em nossa seção de manutenção.

6 comentários:

  1. ai te pergunto tenho uma XL 125 da mesma cor da cita anteriormente azul e vermelha ano 83 quem vc indicaria para que eu possa restaurar a minha deixando-a o mais original possivel se vc conhece alguem que possa indicar eu ficarei agradecido meu nome e fernando e meu email é aleropharma@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Fernando, eu te respondi via e-mail! abraço

      Excluir
  2. moro em sao paulo caipatl esqueci de mencionar

    ResponderExcluir
  3. Tenho uma XL 250R 83. Onde posso levar para restaurar ?

    ResponderExcluir
  4. Olá meu nome é christian tenho uma cbr 450 sr queria restaurar ela deixando ela nova novamente moro em pacajus ce queria uma dica sua de uma pessoa ou oficina que faça esse serviço por completo agradeço a compreensão meu whats é :991045374 da a resposta lá

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde Diego, tenho uma CB 400, 1980, comprada zero pelo meu pai... quem vc me indicaria para restaurar ou revitalizar ela? Meu nome é Jurandir e meu e-mail é jurandirjr@hotmail.com

    ResponderExcluir