sábado, 29 de março de 2014

HONDA CBR450SR

Lançada no final dos anos 80, a CBR450SR foi uma forma de resposta da Honda ao bom desempenho no mercado da concorrente, Yamaha RD350R.  
A moto era (e ainda é) lindíssima! carenagem integral - cobrindo inclusive o quadro, visual afinado com a linha CBR japonesa que o mundo inteiro conhecia naqueles tempos (CBR600F, CBR1000F)...  no entanto, a carenagem escondia um motor que não condizia com o visual da moto, o já desatualizado e de desempenho modesto - motor da CB450. 

Dois cilindros, refrigeração a ar com radiador de óleo,  3 válvulas por cilindro, potência abaixo dos 50 hp - não condizia mesmo com o visual moderno e esportivo da CBR.
Como naqueles anos o mercado de motos no Brasil era polarizado por duas grandes potencias, Yamaha e Honda, o consumidor também se polarizava, e formando dois grandes "times", os hondeiros e os yamahistas.  Os hondeiros daquele tempo eram mais conservadores, um publico mais maduro e não menos apaixonado, e os yamahistas gostavam de desempenho, não se incomodando com barulho e odor característicos dos motores de dois tempos, as Hondas via de regra eram mais caras numa mesma categoria, fazendo com que os Hondeiros sentissem ser a " elite " do motociclista nacional (o que faz a falta de parâmetros, hein!!!).
Bem, esses grandes grupos de "torcedores quase fanáticos" enxergaram o lançamento de formas completamente diferentes: 
Enquanto os Hondeiros adoraram a CBR450SR, pois considera-la de visual muito mais avançado, limpo, moderno, elogiavam aos 4 cantos a suspensão traseira pro-link e a aerodinâmica conseguida pelo projeto da Honda, seu acabamento impecável. 
Os Yamahistas desdenharam, a chamavam de moto-travesti, que parece mas não é, pois tinha aparência de esportiva e coração de estradeira pacata.  Diziam que era o "cordeiro na pele do lobo" e não lobo em pele de cordeiro como manda a tradição popular...







Os dois grupos tinham toda a razão, a moto era linda, tinha um acabamento de primeira linha (até para os padrões de hoje)... e era muito "chocha" também.

As revistas especializadas, que já não tinham fartura de material para publicar naquele momento, se refestelaram, puderam fazer os comparativos mais esdrúxulos possíveis, como RD350R x CBR450SR (esse nem tão absurdo), ou CBR450SR x CBX750F, CBR450SR x CB450, e até CBR450SR x XT600Z TÉNÉRÉ (com a justificativa que estavam na mesma faixa de preço...) foram realizados.


E esse então, comparando RD350R vs CBR450SR vs FZR400 (a FZR uma 4 cilindros agressiva, refrigeração liquida com potência 50% superior e 20kg a menos?!? - curiosidade: essa moto sequer foi lançada oficialmente no Brasil!)




Eu naquela epoca era Yamahista (hoje gosto de todas elas, as hondas, yamahas, agrales, motovespas... enfim, fruto de um amadurecimento), me divertia quando em minha RD350R 91 encontrava alguma CBX750F no semáforo e mais ainda quando encontrava uma CBR450SR...


E você?  Rodava de Honda ou Yamaha naqueles tempos?

Ficha Técnica

Motor 4T. 447 cc, dois cilindros em linha, três válvulas por cilindro comando simples no cabeçote (SOHC), refrigerado a ar
Diâmetro e curso 75,0 mmx 50,6 mm
Taxa de compressâo 9,2: 1
Potência máxima 46,5 cv a 8.500 rpm
Torque máximo 4,2 kgf.m a 7.000 rpm
Alimentaçáo dois carburadores Keihin 31,3 mm
Câmbio 6 marchas
Transmissão corrente, pinhão 15 e coroa 43 dentes
Tanque de gasolina 14 litros (2,5 litros de reserva)
Óleo 2,6 litros
Quadro dupla trave lateral em tubos de aço
Suspensões telescópica, 140 mm de curso na dianteira e um, amortecedor – Pro-Link – 110 mm de curso na traseira
Pneus Pirelli MT 65 110/80-17 na dianteira e 130/70-17 na traseira
Freios Dois discos, pinças de dois pistões laterais na dianteira e disco fixo com pinça de um pistão na traseira
Comprimento 2.010 mm
Largura 720 mm
Altura 1.120 mm
Altura do banco 775 mm
Entre-eixos 1.370 mm
Distância livre do solo 140 mm
Peso (a seco) 178 kg

11 comentários:

  1. CBR 450 SR, a melhor moto dois cilindros q a honda fez!

    ResponderExcluir
  2. tenho uma cbr 450 sr 89, zerada, e viajo,com ela curto passeios com ela,e adoro ela.

    ResponderExcluir
  3. Tenho uma 90 a moto e um tesao mesmo....Mesmo sendo antiga ainda chama muita atenção por onde passa....

    ResponderExcluir
  4. Moto anda muito, eu já atingi 200 kmh com a minha 450 ano 90, está de parabéns...

    ResponderExcluir
  5. possuo uma cbr 450 viajo com minha esposa é demais hoje conto com 62 anos e curtindo muito a vida devagar e sempre

    ResponderExcluir
  6. QUERO COMPRAR A MINHA... SERA QUE VALE O INVESTIMENTO NOS DIAS DE HOJE

    ResponderExcluir
  7. VALE A PENA PEGAR UMA 450 NA FAIXA DE 8 A 10 MIL REAIS... ALGUEM SABE ME DIZER... ESTOU POR COMPRAR UM XRE 190 ZERO OU UMA 450 USADA QUE DEVO FAZER PESSOAL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale sim.. comprei uma sr baixa manutenção anda mais que qualquer 300 que exista e tem mais elegância.

      Excluir
    2. A manutenção da CBR 450 SR se compara a da cbx 250 ou cb 300, consumo depende de seu punho, pois ao passar dos 4500 giros ela abre o segundo estagio e vai beber mais, da para andar aos 100-110 tranquilo, mas se quer andar mais vai pagar mais cc...
      Ja estou na segunda CBR, e te digo o seguinte; poderia ter comprado uma ninjinha, XRE, CB300, comet, ou a MT03, mas isso vai de cada um, eu me sinto bem com a CBR e aprendi muito com os grupos de CBR no face entre outros locais, mas nada paga você ter uma moto dessas, com um ronco único e diferenciado das outras, ela bem conservada chama muita atenção e muitos novinhos não conhecem a moto e ficam doidinhos para saber, te param no transito para perguntar dela, na rua chama os olhares para ela, é uma alegria, mas é uma moto de idade então não se deve judiar d++, se moto nova precisa de revisão as antigas também, e a maioria das peças se encontra no ML(mercado livre) e peças de outras motos da honda da nela, como da CBX e cb 300 então, boa sorte na escolha, no final a escolha é sua.

      Excluir
  8. oi Anonimo, a turminha aqui é apaixonada, certamente a resposta vai ser "compra logo a CBR!!!".... kkkkkk ve com cuidado o estado dela, se estiver boa, pode comprar sem medo, moto robusta, vai te dar muito prazer!

    ResponderExcluir