quarta-feira, 19 de março de 2014

YAMAHA XT600Z TÉNÉRÉ


Se há uma moto dos anos 80 que freqüenta os meus sonhos, essa moto é a Ténéré. Com certeza por eu ser um cara tão exigente pra escolher as motos que ponho em minha garagem, ainda não consegui comprar uma. Disposição pra isso não falta, eu vivo procurando (sabendo de alguma me avisa!). Mas a maioria, infelizmente, foi muito rodada, recebeu intervenções mecânicas importantes, foi repintada (qualquer tombo bobo machucava aquele maravilhoso tanque)... E essas não me enchem os olhos.

Mas enfim, não é por não ter uma Ténéré pra chamar de minha que não vou postar sobre ela, tive uma 1988 e ainda me lembro nitidamente de sua condução para descreve-la aqui. 


Pois é, a Ténéré foi a primeira moto com motor de 4 tempos lançada no Brasil! A estratégia de Honda e Yamaha era tão clara no Brasil dos anos 80, que toda a linha de uma era composta por motos com motor 2 tempos e da outra por 4 tempos. Não era raro o brasileiro que achava que a Yamaha fabricava apenas motos de 2 tempos, ledo engano, pois no Japão a linha da Yamaha era composta por uma maioria esmagadora de motos 4 tempos. No Brasil a estratégia foi baixo custo e manutenção simples, nisso o 2 tempos é imbativel. Já a honda optou por durabilidade do conjunto, economia de combustível e guarneceu o mercado com uma rede robusta de concessionárias e fartura de pecas de reposição. E assim foi, apenas estratégias diferentes, para atingir a um mesmo objetivo - vender motos do outro lado do mundo ( pros japoneses - o Brasil ). 

Chega de história... 

...Vamos falar da Ténéré: Seu motor de 1 cilindro, refrigeração mista ar e óleo, comando de válvulas no cabeçote, 4 válvulas, 600cc e 42vc era o que podíamos chamar, de boca cheia, de trator! O torque em baixas rotações é surpreendente, um coice, e a elasticidade do motorzão a levava a velocidades na casa dos 160km/h - um espanto para uma trail. 

Lançada logo de cara em duas cores maravilhosamente esportivas, azul e amarelo, nas cores do time francês do Paris-Dakar - Sonauto-Gauloises Blondes e vermelho com branco do time italiano Belgarda, já mostrava suas origens e impôs respeito chegando ao Brasil.



 Seu tanque de combustível de dimensões desérticas - 23 litros, era dividido ao meio pelo filtro de ar, que se abrigava ali em cima para ficar longe da água em travessias - a aptidão para aventuras era clara naquela moto. 



De tão grande, haviam duas torneiras de combustível, uma de cada lado, e cada uma com a sua própria posição de reserva. Imagine que ficar sem combustível com aquele trator - ou melhor chamá-la de camelo, era uma missão quase impossível!
O painel era simples, apenas velocímetro e conta-giros, instrumentos por sinal parecidos com os da DT180.



A partida elétrica estava lá, também pudera, colocar aquele Big single pra funcionar na pernada não é nada fácil, muito embora os primeiros exemplares viessem de fábrica com pedal de partida, além do botão mágico no punho direito. 
Ao assumir a posição de pilotagem, nós, acostumados as XL e XLX, tínhamos a sensação de estar pilotando um monstro, era fora da proporção de tudo que tínhamos experimentado. As pernas ficando obrigatoriamente mais abertas pra "abraçar" o enorme tanque, por cima da pequena carenagem de farol era possível ver o pára-lamas - que nos primeiros modelos era elevado, como na imagem de abertura desta matéria - largo, tão largo que dava a sensação que podíamos ao parar a moto puxar 2 banquetas, nos sentar ao redor e servir uma pizza sobre ele!
Ao colocá-la em marcha, a sensação de tamanho desaparecia em poucos quilômetros, a ciclistica acertada, a boa posição de pilotagem, o motor com força em todos os regimes faziam com que a Ténéré se comportasse muito bem, tanto em ambiente urbano, quando nas estradas - sua vocação maior.  A vibração era sentida nos baixos regimes, mas logo que adquirida a velocidade de cruzeiro tornava-se suave. O câmbio de 5 marchas era mais do que adequado a proposta da moto.

Nem tudo são flores

A altura do assento era demasiada e pessoas com estatura média já sofriam bastante para controla-la em baixa velocidade. Isso não é um defeito, é uma característica importante e que demonstra mais uma vez sua origem nos grandes ralies africanos. Outro problema bem comum, era que, ao menor descuido, qualquer tombo bobo daqueles que tomamos subindo uma sarjeta, e lá se ia o tanque pro brejo.  Por ser enorme, era o primeiro a atingir o chão. Fato esse que faz ainda mais difícil encontrar uma antiga, que não tenha sido repintada...

Paris-Dakar

A magia toda por trás da Ténéré teve um empurrão forte por parte dos ralies africanos. Justamente naquela época estavam em alta, e tínhamos 2 brasileiros nos representando lá, ano após ano, justamente montados em duas Yamahas Ténéré - iguais as que você podia comprar na concessionária da esquina (que obviamente receberam preparação adequada na Europa antes da corrida). Kleber Kolberg e André Azavedo, nós representaram muito bem na África e sem duvida ajudaram as vendas da Ténéré.



A evolução 

Em 1990, doisanos depois do lançamento no Brasil, uma nova e atualizada versão foi apresentada, com características mais estradeiras e menos off road, comompor exemplo carenagem semi-integral, liganda ao tanque de combustível, faróis duplos redondos, fixos na carenagem, paralama dianteiro rente a roda. Agradando a alguns e desagradando a outros (inclusive este que lhes escreve), foi o modelo que foi fabricado até 1993, quando efetivamente saiu de linha - deixando uma legião de fãs!






Ficha técnica
XT 600Z Ténéré 1990
MOTOR - 1 cilindros, 4 tempos, refrigerado a ar; comando no cabeçote, 4 válvulas. Diâmetro e curso, 95 x 84 mm. Cilindrada, 595 cm³. Taxa de compressão, 8,5:1. Potência máxima, 42 cv a 6.500 rpm. Torque máximo, 5,1 m.kgf a 5.500 rpm. Um carburador; partida elétrica.
CÂMBIO - 5 marchas; transmissão por corrente.
FREIOS - dianteiro a disco; traseiro a tambor.
QUADRO - tipo diamante, com motor estrutural, em aço.
SUSPENSÃO - dianteira, telescópica pneumática; traseira, monomola.
PNEUS - dianteiro, 90/90 S 21; traseiro, 120/80 S 18.
DIMENSÕES - comprimento, 2,21 m; entreeixos, 1,45 m; altura do banco, 890 mm; capacidade do tanque, 24 l; peso a seco, 170 kg.
DESEMPENHO - velocidade máxima, 158 km/h; aceleração de 0 a 100 km/h, 7,5 s.
Dados de desempenho aproximados


Ténéré - não tem como não gostar, não é mesmo?  Veja em nossa seção de Yamahas outros brinquedos legais.

40 comentários:

  1. Respostas
    1. Julio Portellada21 de maio de 2016 12:29

      Tenho uma zerada pra vender, 1989. (35) 9 9911-2420

      Excluir
    2. Gostaria de comprar uma... Realizar um sonho!!!

      Excluir

    3. tenho uma 93 longen_18@hotmail.com

      Excluir
  2. Fui um feliz proprietário de uma Teneré 91 azul e amarela, fase 2 (que tinha sutis mudanças em relação à fase 1, também já de faróis duplos). Era animal! literalmente subia até escada. O motor torcudo e o barulho característico fizeram história. Empinava só com acelerador. A altura era adequada à minha altura (1,90m). Moto de sonhos que tive a felicidade de ter e que foi trocada por uma CBX 750F 1988 magia negra, que também permeava meus sonhos, mas isso é outra história...

    ResponderExcluir
  3. Em virtude de minha faculdade de Direito estou vendendo uma Tenere 600z ano 91, super conservada. Interessados chama no zap 31-92547535(só funciona como zap, não adianta ligar)

    ResponderExcluir
  4. Pessoal,tenho 53 anos, e Estava na hora certa lugar certo com $$ certo.comprei a minha, branca e vermelha,em março de 89. Sonhava com o modelo,desde a500cc.Fiquei 10 anos com ela.
    Vinha de uma xlx 250 87. Imagina o susto ao pegar na loja.
    Com 1,72 de altura, fui desenvolvendo estratégias para pilotá la.
    Até me ajustar foram 2 tombos parados. Cada amigo que pegava, fosse alto ou baixo,vinha com cara de culpado,pois tinha deixado cair em uma parada.na hora da terra...que sufoco.
    Que torque!
    Bela ciclistica. Sabendo tocar, até econômica ela era.
    Bom farol. (Pra quem tinha XL,que era uma lamparina...).
    MUITO CONFIÁVEL!só troquei o rolamento da mesa.
    POR OUTRO LADO
    em alta velocidade, a frente oscilava.
    Esquentava muito na cidade, com seu mínimo radiador de óleo.
    Pra quem tinha Honda, estranhava a embreagem dura e o câmbio durinho.( mas nada comparado com a dureza da BMW G650gs atual. Esse sim é teimoso)
    Se desse bobeira, e a gasolina acabasse antes de virar as torneiras da reserva ...esquece: um parto para voltar a funcionar.
    O grande problema eram os pneus de XL, voltados para o offroad. A frenagem era péssima para o motor que tinha. Passei alguns apuros.
    Uma informação está errada.apesar de parecer, o tanque nunca era atingido no tombo parado. Vendi a minha sem um arranhão.e bem branquinha (Era comum ver as partes plásticas amarelarem). Grande moto para a época.grandes viagens. Muitas saudades.adorei ter visto as fotos.

    ResponderExcluir
  5. Tenho uma Teneré 1989 branca e vermelha em ótimo estado de conservação. Moto pra quem conhece e sabe dar valor! Pneus e relação novos, motor zerado, entrar em contato por WhatsApp (35) 9 9911-2420 (Julio)

    ResponderExcluir
  6. Acabei de comprar uma 1988.. To adorando.. ta zera motorzão super bem...Show...

    ResponderExcluir
  7. Sonhei por mais de vinte anos com este trator. Comprei uma da duas semanas, tá zerada, com 52.800 km. Tenho uma custon que tá difícil desapegar, já tive DTs, CBs 400/450 e XLs, a diferença é animal. Tô mais feliz que mosca em tampa de xarope. Como disse meu mecânico: hombre, com a Bonnie (minha custon) tu anda, com a Walkyria (a Ténéré) tu desfila. Ando por aí com um sorriso de orelha a orelha por trás da viseira. Se tiverem oportunidade, comprem. É um clássico que chama atenção por onde passa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns se Deus quize logo estarei com a minha

      Excluir
    2. É Diver, só sabemos a satisfação depois de comprar uma dessas. Peguei a minha 90 no começo desse ano, investi um bom tanto pra arrumar ela e deixar tudo em perfeito funcionamento. Agora é só passear e deixar os outros apontando e falando "Puta motão da porra"...kkkkkk...parabéns para nós.

      Excluir
  8. Também estou louco para comprar uma branca e vermelha dois farol e tenho 165mt sei q vou sofrer mais nem ligo sonho desde dos 18 anos hoje ten43 já tive a xt mas não gostei quero a tenere

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, comprei uma Teneré 92 dois faróis preta de um amigo. Está em ótimo estado, precisa de um trato pois, ele a deixou parada por 4 anos. Acreditem, foi só por uma bateria nova e trocar o óleo que não precisou nem de 3 segundos para o motor incendiar com aquele ronco que é uma sinfonia para os ouvidos dos apaixonados por ela como eu. Tenho 1,72 de altura e não senti muita dificuldade não. Me sinto como se estivesse andando em uma ferrari

    ResponderExcluir
  10. Estou quase comprando uma ano 90 azul,toda inteira,com tudo ok.Gosto drssa msquina desfe um tempo em que eu esprestava minha Dt 180 para um amigo e eu ficava com a sua Tenere,que por sinal era azul.Recomendo a quem puder,compre uma,enquanto ainda se acha algumss boas!

    ResponderExcluir
  11. Oi boa noite sou Adilson comprei uma 88 vou ter q gastar um pouco mas estou contente é uma moto sem crítica muito linda e muito boa tudo q vc faz nela fica legal

    ResponderExcluir
  12. Comprei uma hoje ano 90 azul e amarelo estou satisfeito vou deixala zero!

    ResponderExcluir
  13. Galera eu tinha uma XLX 350, comprei mês passado uma 89 azul, meus amigos a coisa te preta pq os motoboys ficam loucos pq empurro essa galara nos corredores da vida.
    Um salve geral

    ResponderExcluir
  14. Tenho uma 1988 motor japonês branca e vermelha. linda. 86.000 km original. Confesso que é um prazer enorme viajar com a esposa na garupa pra qualquer lugar. A lenda nunca nos deixou na mão e como dizem, é um trator pronto pra qualquer terreno. Um abraço a todos os felizes proprietários.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia a todos ! Estou morrendo de vontade de adquirir uma Ténéré 600 ano 88/89 sou novo no mundo das Ténérés. O sonho de infância que despertou o desejo de ter um trator, confesso que li todos os comentários, fez com que a vontade só aumentasse mais e mais...

    Abraço Fraternal !

    ResponderExcluir
  16. Oi, pessoal tenho XL 250 84 há 8 anos, acho que já estou preparado para subir numa XT 600, 2 faróis, estou de olho em uma aqui no litoral, espero que não tenha um custo muito alto de manutenção, a XL com a sua batedeira já chama atenção, imagina a nave.
    más não devo me desfazer da XL ( dia a dia )..

    Abraços

    Marcos, Santos-SP

    ResponderExcluir
  17. Tenho uma 93 vai fazer 10 anos a 3 anos reformei desde o quadro troquei chicote mangueiras radiador rolamentos balança cebolinha do neutro cubo dianteiro retentores tudo zero etc. a unica coisa que nao foi necessário mecher foi o motor com 74 mil ta um relógio sou apaixonado pela tenere 2vg tanto que tenho 2 tanques e duas carenagens 2 bancos e 3 caixas de peças para o futuro porém só ando com ela no maximo 2 vezes por semana apenas para passeio com a mulher. Na faixa de 1000 km por ano com certeza vai durar até eu ficar velhinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriano Henrique Correia11 de julho de 2017 18:31

      Boa noite, me chamo Adriano estou reconstruindo uma 2vg 93, por acaso tem alguma coisa nestas caixas de peças que esteja à venda?
      Preciso de um banco original e uma ponteira de escapamento?
      Sei que as vezes é difícil de desfazer das coisas, mas pense, é por uma boa causa.
      Obrigado.

      Excluir
  18. Eu sou um apaixonado por antigos, tanto carros, quanto motos, tinha um opala 4 cilindros que estava reformando e acabei parando por falta de verba, troquei em um omega, que analisando bem, eu estava com pouco dinheiro pra manter, foi quando anunciei pra venda e um cara me ofereceu uma tenere 600 88, gente, sem palavras para descrever essa moto, cada volta é um passeio, fico ansioso para ir trabalhar no outro dia kkkk, conforto e estabilidade de sobra, uma monstra do asfalto, estou muito feliz com ela, o cara me passou dizendo que havia um defeito no motor e nao estava conseguindo consertar, era o diafragma do carburador e regular valvulas, depois da manutençao feita, simplesmente perfeita, estou completamente apaixonado por essa moto!!

    ResponderExcluir
  19. Tenho uma 89 azul e amarela, está excelente. Porém terei que vender, interessados zap (35)99223-4449. Vale a pena, mosca branca.

    ResponderExcluir
  20. Hoje tenho uma 88 depois de 23 anos era sonho agora realizei mesmo sendo velha é muito dá hora ,vou ficar com ela e procurar uma 7 galo

    ResponderExcluir
  21. olá galera tenho uma tenere 1990 de dois faróis preciso saber qual disco dianteiro de qual moto e compatível com o dela pois não acho o dela se alguem souber me manda no wathszap por favor (62) 993905414 klayton

    ResponderExcluir
  22. tenho uma 88 azul em raro estado de conservação ... manual nf e certificado do proprietario
    atualmente esta com 25000 km e rodando muito bem

    interessados 15 99675-0553

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto pede por ela ? e de qual cidade vc está ? meu telefone 43 984877958, sempre quis ter uma dessas só tenho receio do peso dela numa curva mas preciso acostumar. kkkk

      Excluir
  23. Boa galera...tenho um Tenere branca dois farois 1990. Deixei parada por 8 anps e o tanque enferrujou. Preciso de um tanque para substituir. Alguem conhece onde comprar??? Falcão 34 98831-1323 (whatsapp)

    ResponderExcluir
  24. Tive uma ténéré 1988 azul, era meu único veículo lá pela metade dos anos 90, rodei mais de 70.000 km com ela, baita moto.

    ResponderExcluir
  25. Ótima motocicleta, tenho uma 1991 muito inteira; se for por um bom valor até me desfaço dela

    ResponderExcluir
  26. Tenho uma 1991 em muito bom estado de conservação, 55 mil kms; se for por um bom valor até me desfaço dela.
    interessados (51) 9 8171 1150 (Whats)

    ResponderExcluir
  27. Já tive esse mito. Uma Teneré azul e amarela, 2 farois, 1991. Passava sobre tudo, torque bruto e câmbio para os fortes kkkk. Teria outra de novo fácil. Somente troquei a minha na época para realizar outro sonho, de ter a lendária CBX 750F, mas essa é para outro comentário.

    ResponderExcluir
  28. Estou doido para trocar minha Intruder vs 800 gl 1994 em uma tenere 600 2vg , quem souber de algo dá um toque

    ResponderExcluir
  29. Bom dia , tenho ténéré 600z 93, tratorzão filé, vendo, algum interessado
    (45)99988-6678 ou longen_18@hotmail.com

    ResponderExcluir
  30. Alguém pode comentar mais sobre as versões que foram vendidas e qual é a mais indicada em uma compra? Estou estudando comprar uma bem conservada.

    ResponderExcluir
  31. Boa tarde, alguém conhece a ténéré 600 1992 lucky strike, cor branca? Já tive uma 89 e não lembro da versão lucky strike.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que eu me lembre, luck strike eram as Cagiva 750 que vinham...

      Excluir
  32. Tenho uma 89 so tenho ela a 28 anos haha gosto muito mas vou me desapegr pelo preço certo 997051243 se alguem tiver interesse

    ResponderExcluir