Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

OS CICLOMOTORES

Imagem
Não vou falar dos ciclomotores dos anos 80 como fizemos com as motos, descrevendo os tecnicamente, analisando dados, desempenho. Neste caso prefiro deixar de lado a razão e ao fazer referencia a essas pequenas motos, fazer como fazíamos naqueles tempos - na emoção.  Tenho 40 anos hoje, na época em que ganhei minha primeira "mobilete" - como chamávamos genericamente a todos os ciclomotores - tinha recém completado 13 anos.

VIRGEM AOS 40?

Imagem
Ha pouco tempo atras uma brasileira leiloou na internet sua virgindade. Fato amplamente divulgado em todo o mundo. Certamente a transação - com o perdão pelo trocadilho - envolveu cifras maiores do que o anuncio abaixo.

Isso mesmo, a moto que esse anuncio tras é uma virgem. Nunca rodou, nunca colocaram seu motor para funcionar...


Fico imaginando, o que faz uma pessoa guardar um carro ou moto por tanto tempo sem ao menos ter dado a partida.  E mais, fico imaginando o que a faz vender, tanto tempo depois...

Mas é isso, raridades existem!  Não vou entrar no mérito da questão do preço, pois ai a conversa vai pro lado da politica e me recuso a entrar nessa área neste site, o anuncio abaixo vale a pena ser visto.  Prova que essas raridades existem e que podem ser compradas.

CB400F 1976 - ZERO KM - NUNCA FOI DADA A PARTIDA!!!  USD 9,500.00

AVENTURA: O ENCONTRO COM O URSO

Imagem
Apesar das inúmeras historias sobre os ursos que vivem soltos no Canada e no Alasca a primeira ideia que veio quando vi a silhueta de um animal sobre o barranco na beira da estrada no oeste canadense a caminho do Círculo Polar Ártico era que fosse um cavalo que esperava nossa passagem.

RESTAURAR É UMA FESTA

Imagem
Em reportagem publicada recentemente pelo UOL, a psicóloga Marília Castello Branco declarou que todos deveriam cuidar da saúde mental. Entre as atividades que podem nos ajudar a evitar problemas como agressividade, depressão e ansiedade, cultivar um hobby como o de restaurar veículos é uma das mais eficazes. 

Seja pelo apego aos carros do passado ou pelas lembranças vividas ao lado de algum companheiro motorizado de longa data, a restauração virou um ritual cada vez mais frequente entre amantes dos veículos  de duas e quatro rodas. Prova disso são os vários reality shows que têm nos carros e motos suas grandes estrelas, cada vez mais populares.... Leia o artigo na íntegra em Restaurar é uma Festa


AVENTURA: NA ESTRADA COM A XLX350R

Imagem
Não tenho costume de colocar minhas motos antigas na estrada.  Apesar de eu adorar viajar de motocicleta, reservo às antigas apenas passeios pela cidade, semanais ou quinzenais... e pra moto moderna (a ultima delas era uma hayabusa 2009) estão reservadas as estradas com frequência.   Minhas antigas são motos trail ou de baixa cilindrada, não pode-se dizer que é um grande prazer viajar com motos pequenas (apesar de ter quem goste, prefiro as de maior potencia/cilindrada), os limites de velocidade das estradas paulistas superam as vezes a velocidade máxima dessas pequenas motos, diferente do que tínhamos nos anos 80, a velocidade máxima permitida chegou a aumentar 50% (antes 80 km/h na maioria delas, e agora até 120km/h na via Bandeirantes por exemplo). Manter um motor pequeno com carga próxima a seu limite por muitos quilômetros, não é uma atitude inteligente, força desnecessariamente o conjunto.
Mas as vezes bate uma nostalgia!  por que resistir?

VITAL E SUA MOTO

Imagem
Quem não conhece? Marcou toda uma geração! Foi o primeiro sucesso dessa banda! Todos gostam de cantarolar essa música, é uma delicia, ela reflete de forma bem descontraída o sentimento do motociclista. Mas a historia dela e do Vital, nem todos sabem.

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE UMA CLÁSSICA

Imagem
Quem vê a motocicleta clássica vindo ao longe, seu ronquinho agradável, impecavelmente limpa, sendo condizida com cuidado por seu orgulhoso condutor, não imagina que, mesmo com baixíssima quilometragem, pouco uso, guardada sempre limpa e sob uma capa, ainda que seu proprietário seja cuidadoso e a faça funcionar a cada semana ou pelo menos a cada 15 dias - ela precisa de manutenção!



Não ha aliado melhor nesta hora que o manual de manutenção do fabricante.

QUAL É A SUA OPINIÃO ?

Imagem
Amigos, essa matéria foi divulgada no site da UOL ha cerca de 1 ano, muito me orgulha, pois foi feita por um jornalista profissional, muito respeitado no mundo de duas rodas, usando duas motos de minha garagem. Mas hoje a conversa é outra, queria focar, não na matéria em si, mas nos comentários gerados.

Saber realmente qual a opinião de vocês, sobre os comentários postados depois da matéria. Vejam que foram quase 200 comentários em pouco tempo, alguns falando mal do jornalista, outros falando mal das motos, alguns elogiando, propostas pra compra das motos...

E você amigo leitor, o que acha desses comentários ?


Clicando no link abaixo você acessa a matéria original.
Motos velhinhas tem carisma, mas pilota-las hoje é um risco!



SÍMBOLOS DO MOTOCICLISMO

Imagem
A imagem do motociclista moderno no Brasil não é das melhores perante a sociedade.  A motocicleta se popularizou de forma exponencial, sendo acessível a uma camada da população que teve acesso a motocicleta mas que infelizmente não teve acesso a educação. Desta forma, bagunçaram o transito, quebraram espelhos, amassaram carros, agruparam-se e brigaram em situações de acidentes envolvendo carros, mancharam a reputação do motociclista nato, aquele que pilota sua motocicleta por opção e não por necessidade.
O motociclismo, aqui no Brasil e no mundo, sempre teve um toque de rebeldia, mas isso não deve ser confundido com falta de educação.
Tínhamos por exemplo, o hábito de acenar para outro motociclista quando cruzávamos na estrada. Hoje em dia bem raro.

Tínhamos o costume de parar para ajudar qualquer outro motociclista em dificuldade na estrada, bastava ver uma moto parada no acostamento e parávamos também para oferecer ajuda.
E quem não se lembra ou ouviu falar do episodio do incêndio …

QUANDO IDOSOS TEREMOS APENAS BICICLETAS?

Imagem
Carlos Henrique Ribeiro de Carvalho é técnico em planejamento e pesquisa da Diretoria de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais do IPEA. Ele escreveu um excelente artigo sobre a proliferação do transporte privado em detrimento do transporte público coletivo.

AVENTURA; O DIA EM QUE NOS SENTIMOS INVISÍVEIS

Imagem
Em 1993 recebi uma ligação do Emilio, meu primo que morava em Westmont, na grande Chicago, dizendo que tinha encontrado uma Kawazaki KLR 650 usada com 3.000 milhas e que estavam pedindo US $ 1.400 por ela. Eu tinha uma Yamaha 600 Tenéréé aqui no Brasil e ele perguntou o que eu achava.  Respondi no ato – compra – que depois te mando a grana.