quarta-feira, 7 de maio de 2014

SÍMBOLOS DO MOTOCICLISMO

A imagem do motociclista moderno no Brasil não é das melhores perante a sociedade.  A motocicleta se popularizou de forma exponencial, sendo acessível a uma camada da população que teve acesso a motocicleta mas que infelizmente não teve acesso a educação. Desta forma, bagunçaram o transito, quebraram espelhos, amassaram carros, agruparam-se e brigaram em situações de acidentes envolvendo carros, mancharam a reputação do motociclista nato, aquele que pilota sua motocicleta por opção e não por necessidade.

O motociclismo, aqui no Brasil e no mundo, sempre teve um toque de rebeldia, mas isso não deve ser confundido com falta de educação.

Tínhamos por exemplo, o hábito de acenar para outro motociclista quando cruzávamos na estrada. Hoje em dia bem raro.


Tínhamos o costume de parar para ajudar qualquer outro motociclista em dificuldade na estrada, bastava ver uma moto parada no acostamento e parávamos também para oferecer ajuda.

E quem não se lembra ou ouviu falar do episodio do incêndio do edifício Joelma em São Paulo ha 40 anos? Onde os motociclistas se mobilizaram e devido ao congestionamento que se formou eram os únicos que conseguiam ir e vir levando vitimas e trazendo ajuda?

Mas enfim, essa introdução toda, não é pra generalizar, mas sim pra tentar resgatar o espirito do motociclismo. Quero mesmo é falar de alguns símbolos que acompanham o motociclismo - aqui e no mundo - há anos e que muitos não sabem qual o significado, imaginando inclusive que são "do mal" - eles tem a ver com esse espirito...




Cruz de Malta
Autores discordam de sua real origem, mas o mais aceito atualmente é que, a Cruz dos motociclistas é a Cruz de Ferro e não a Cruz de Malta. A Cruz de Ferro (ou Cruz Pátea) era usada nos aviões da Luftwaffe desde a primeira guerra mundial, e, nos conta a historia que os pilotos americanos que derrubavam aviões alemães durante a guerra, pintavam em seus aviões tantas cruzes quantos aviões havia abatido.
Quando voltaram da guerra, os que se tornaram motociclistas, ostentavam as cruzes em suas motocicletas ou vestimentas, dando o recado que eram "durões", ex-combatentes e que haviam abatido aviões de inimigos alemães.   
Atualmente nada mais indica do que um grupo ao qual se pertence.

A Caveira!
A Caveira dispensa maiores apresentações, mas engana-se quem imagina que ela representa a morte!  
A caveira para o motociclista simboliza a IGUALDADE e FRATERNIDADE.  Mas como? caveira? que tétrico!! Macabra...

Como tudo nesta vida tem dois lados, olhando friamente, caveira tem um sentido filosófico bem legal:

- Todos nós temos uma
- Todos nós vamos ficar exatamente assim depois da vida
- A caveira não tem pele, nem cor de olhos, não tem feições, cabelos, barba.


Simboliza que a IGUALDADE e FRATERNIDADE deve prevalecer entre os motociclistas, independente de sua etnia, religião, marca da motocicleta etc.  Esta ai pra nos lembrar que somos simplesmente: TODOS IGUAIS!.

Bem, agora ninguém precisa ficar assustado, nem "tirar as crianças da sala",  quando aparecer um motociclista tatuado com caveiras, barbudo, com colete de couro, parecendo ter vindo de uma guerra - ou estar indo para uma... a mensagem, simples, é que ele é igual a você...


curta o motosclassicas80 no facebook

3 comentários:

  1. Caveiras estão sempre sorrindo :)

    ResponderExcluir
  2. ONDE COMPRAR ESTES BORDADOS

    ResponderExcluir
  3. Adorei a mensagem,hoje eu sei o siqui nificado de bastante coisas do motociclista valeu um abraço.

    ResponderExcluir