segunda-feira, 4 de agosto de 2014

ARQUIVO: BRIGA DE CACHORRO GRANDE


Durante muitos anos a Honda dominou o mercado norte americano das Gran Turismo com sua Goldwing de 4 cilindros.


Quando a Yamaha lançou sua  Venture Royale com o motor V-4 da V Max as vendas da Goldwing começaram a cair.



A Honda reagiu prontamente lançando sua Goldwing de seis cilindros opostos voltando a dominar este segmento até hoje com um universo de apaixonados e admiradores espalhados pelo mundo. Há poucos anos com o seu motor 6 cilindros agora com 1.800 cc vem consolidando sua posição de rainha das GT e é uma grande motocicleta em todos os sentidos da palavra e o prazer e o conforto de pilotá-la numa longa viagem com garupa e por estradas bem pavimentadas é indescritível.




As concorrentes japonesas também tem suas representantes que apesar de excelentes não tem o carisma da Goldwing da Honda.

Nosso país também teve uma Gran Turismo, a Amazonas 1.600, equipada com o mundialmente conhecido motor VW de quatro cilindros opostos refrigerado a ar. Quem nunca teve um veículo equipado com um motor destes?




A Harley Davidson tem um grande peso neste segmento na América do Norte e o número de simpatizantes e proprietários da marca é imenso talvez pelo bairrismo do motociclista americano e por ela ser um símbolo para muitas gerações de motociclistas no mundo inteiro.



Há poucos anos a BMW resolveu botar mais lenha nesta fogueira lançando sua K 1.600 GT de seis cilindros que, com suas inúmeras opções de regulagens eletrônicas, GPS integrado e o requinte dos faróis que permanecem na horizontal quando a moto se inclina nas curvas, é o sonho de consumo de grande parte dos amantes desta categoria de motocicletas. Quem já viajou a noite por uma estrada muito sinuosa sabe o que isto significa na segurança e no conforto da pilotagem.


E a gente fica por aqui pensando, onde isto vai acabar.
Quem viver verá e viva à concorrência!


Um comentário: