quarta-feira, 27 de agosto de 2014

FERRUGEM NO INTERIOR DO TANQUE DE COMBUSTIVEL

Apesar da brincadeira: "Colecionador gosta de ferrugem", esteja certo que colecionador algum gosta desse elemento.

Mas ela é quase inevitável, talvez nos processos modernos de fabricação a proteção das chapas seja muito maior, e daqui 30 ou 40 anos, quem colecionar uma BMW X1 não terá que lidar com esses problemas, mas nós que gostamos de veículos dos anos 1970, 1980... temos que lidar com ela sim!


A sugestão é dou é evita-la a todo custo! Se a moto é sua ha muitos anos, não é nada difícil evita-la seguindo essas sugestões bem simples:



- armazenar sempre a motocicleta em lugar seco e arejado;
- se possível longe da maresia;
- armazena-la sempre limpa e seca;
- mantê-la sempre lubrificada (corrente de transmissão, rolamentos etc);
- evitar limpeza usando jatos de alta pressão;
- mantê-la com o tanque sempre cheio de combustível.

Essa ultima é a dica mais simples e mais preciosa, manter o tanque sempre cheio de combustível. A exposição ao oxigênio é um dos fatores que causa a ferrugem (oxidação), e mantendo o tanque sempre cheio, a área exposta ao ar é pequena, o que dificulta sobremaneira a formação da ferrugem dentro do tanque de combustível.

Eu tive a felicidade de não ter passado por esse problema ainda, as motos que estão comigo ha mais tempo, sempre com os cuidados acima tomados, passaram até agora ilesas por esse mal.  Ja as que adquiri mais recentemente, dei sorte de encontrar motos sem ferrugem alguma nos tanques!  Agora apenas as mantenho cuidadas!

Más, por mais cuidadoso que seja o colecionador, ninguém está livre de comprar uma moto antiga que já traga no interior do tanque, uma generosa camada de ferrugem. Existe um estágio, no qual a chapa do tanque está quase perfurada, ou já perfurada, que a restauração é o único caminho. Mas, existem casos em que a ferrugem está instalada no interior do tanque, mas a pintura exterior está perfeita, esses são bem mais simples de resolver, com a grande vantagem de não prejudicar a originalidade da pintura!

Sintomas.

Quando a ferrugem começa a aparecer, é fácil perceber:  o(s) carburador(es) começam a pedir manutenção com maior frequência, vivem com giclês entupidos, os filtros de combustível vivem a entupir-se - é um sinal de alerta, vale a pena esvaziar o tanque, retira-lo da motocicleta e com uma lanterna olhar o estado de seu interior. Se estiver no começo a ferrugem, ou em estado avançado, não importa, precisa tratamento!  Não deixe pra depois, a ferrugem não regride sozinha.




TankFilm.

Há algum tempo fiz uma reportagem sobre a limpeza das motos clássicas e ali citava alguns produtos que eu uso, e recomendo, sem que para isso haja alguma relação comercial entre este site e os fabricantes dos produtos - absolutamente não há!
Para esta matéria, vou indicar um produto que eu, apesar de nunca ter usado em minhas motocicletas, já vi ser usado em oficina de amigos e restaurações de outras motos e que realmente cumpre o que promete!  Chama-se Tankfilm. Tem uma aplicação muito simples, trata-se de um produto que você aplica por dentro do tanque e que "isola" a ferrugem do contato com o ar e com o combustível, a aplicação é rápida e o resultado interessante. Vendido em forma de kits, no qual você mesmo faz o tratamento, ou o tanque pode ser enviado para estes profissionais fazerem todo o processo. Ao invés de explicar todo o processo, segue o link para o site onde há toda a explicação tanto do serviço, quanto pra quem quiser fazer por conta própria a aplicação. TANKFILM.

curta o motosclassicas80 no facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário