sexta-feira, 5 de setembro de 2014

PARIS-DAKAR - OS CAMPEÕES DOS ANOS 80

Seguindo com nossa série de reportagens sobre os grandes campeões dos anos 1980, falamos hoje do Rally Paris-Dakar. Como a primeira edição foi em 1979, resolvi inclui-la neste Hall.


Gaston Rahier com uma BMW GS




Seu nome, hoje uma marca comercial, era nada mais nada menos que os nomes das cidades onde se dava a largada, onde se dava a bandeirada final.  Isso mesmo, o Rally começava na Europa, em Paris e terminava no litoral africano, na cidade de Dakar, no Senegal. A prova historicamente começa logo após o Natal e termina na primeira semana de cada ano, estendendo-se por 10 a 15 dias, de acordo com o roteiro - atualmente a largada tem se dado na primeira semana do ano.

Desde 2009, devido a problemas sociais e políticos, o Rally, que ainda mantém o mesmo nome, não é mais realizado na Europa e muito menos na Africa, atualmente estende-se entre Argentina, Chile, Peru, cruzando os desertos patagônicos e a imponente e complicada Cordilheira dos Andes.

Vários brasileiros já disputaram a prova, sendo que os primeiros e mais conhecidos são Klever Kolberg e André de Azevedo, participando desde 1988.

André e Klever, em 1988 com as XT600 Ténéré
Abaixo a lista dos grandes nomes daquela década, note que 90% dos campeões eram franceses..:

199092Edi ORIOLI (ITA), Cagiva Elefant 900Paris - Tripoli - Dakar
1989100Gilles LALAY (FRA), Honda NXR750VParis - Tunis - Dakar
198883Edi ORIOLI (ITA), Honda NXR750VParis - Algiers - Dakar
198795Cyril NEVEU (FRA), Honda NXR750VParis - Algiers - Dakar
198695Cyril NEVEU (FRA), Honda NXR750VParis - Algiers - Dakar
1985101Gaston RAHIER (BEL), BMW GS980RParis - Algiers - Dakar
1984101Gaston RAHIER (BEL), BMW GS980RParis - Algiers - Dakar
1983100Hubert AURIOL (FRA), BMW GS980RParis - Algiers - Dakar
198295Cyril NEVEU (FRA), Honda XL500RParis - Algiers - Dakar
1981100Hubert AURIOL (FRA), BMW GS800RParis - Algiers - Dakar
198050Cyril NEVEU (FRA), Yamaha XT500Paris - Algiers - Dakar
197912Cyril NEVEU (FRA), Yamaha XT500Paris - Algiers - Dakar



Esse vídeo, embora traga imagens de baixa qualidade, nos permite ver como eram as motos e os caminhos daquela dificil competição.  O Rally vitimou vários competidores e inclusive seu criador, Thierry Sabine morreu durante a edição de 1986 vitima de um acidente de helicóptero, nas dunas do deserto do Mali.




Sem dúvida o grande nome daquela década entre as motocicletas foi o Frances Cyril Neveu... 


Cyril Neveu

Cyril Neveu


Não obstante a ser conhecido como "O Rali da Morte", devido a média de 2 mortes por edição, as imagens são maravilhosas e confesso que muitas delas adornavam a capa do meu caderno de escola, e povoavam os meus sonhos de adolescente...e acredito que de muitos leitores também:











Os roteiros eram enormes, entre 10.000 e 15.000 KM



É como diziam os Mutantes, "Loucura pouca é bobagem..." o mesmo Rali que abrigava equipes de ponta com protótipos caríssimos e pilotos bem remunerados, permitia a participação de pilotos particulares, que apenas pagavam a taxa de inscrição e montavam como podiam sua pequena equipe de apoio (ou alugavam espaco em alguma equipe de apoio profissional) - acredite, caro leitor, até mesmo pilotos amadores usando vespas já participaram dessa importante e fascinante competição.



Acompanhe outras matérias sobre competições dos anos 1980, clicando aqui.


3 comentários:

  1. O mais legal, é que a maiorias das motos desses primeiros anos de Dakar, eram derivadas das de série.
    Realmente sensacional.

    ResponderExcluir
  2. SIMPLESMENTE FANTÁSTICO !!! PARABÉNS PELA MATÉRIA

    ResponderExcluir
  3. Em 1980, da equipe composta por quatro Vespas, duas cruzaram a linha de chegada!

    ResponderExcluir