Postagens

Mostrando postagens de 2015

Aventura: A Quebrada do Cozinheiro

Imagem
Voltando do Atacama na minha viagem solo de 2001 ao descarregar a moto no estacionamento do Hotel em San Juan encontrei o cozinheiro que acabava de chegar com a sua moto. Papo vai, papo vem, depois de todas aquelas perguntas de praxe, quanto custa no Brasil, e na Argentina, quantos cavalos tem, qual o consumo, etc, o gaúcho perguntou qual era o destino do dia seguinte e eu mostrei no mapa da bolsa de tanque o roteiro que pretendia fazer para Santiago Del Estero.


Grande conhecedor da região ele sugeriu que eu fosse pela RP 510, uma quebrada que encurtaria muito minha jornada, não era rota de caminhões e o visual era incrível.

Dicas para encerar sua clássica

Imagem
Enfim as férias, sol, verão!!!   Existe momento mais adequado pra dar um trato em sua clássica?

Eu não me meto a mexer com polimento, tenho medo de estragar a pintura que já se aproxima ou passa dos 30 anos de idade, quando (e isso é muito raro) preciso desse serviço, deixo para um profissional fazer. Mesmo porque, polir significa "desgastar" a superfície, o verniz, afim de eliminar riscos... desgastar uma superfície ja desgastada pelo tempo... só mesmo em ultimo caso! E por profissionais...





 Mas encerar é proteger, e ai a "pintura-velha-de-guerra" agradece...

O garimpo!

Imagem
Um dos maiores prazeres que a coleção de motos me proporciona é o garimpo das peças, claro que andar nas motos, exibi-las é mais excitante, mas não dispenso uma fuçada na internet (e-bay, mercado livre, sites especializados nos USA, UK, Austrália, Itália etc).

Não é nada anormal, o estoque de peças de um determinado modelo nas mãos de um colecionador valer mais do que a própria moto na garagem... são coisas que as regras simples de economia não explicam, talvez nem Freud o faça!

Com o tempo, afiamos nosso faro e passamos e identificar de cara qual é a peça "mosca branca" e qual está a disposição com certa fartura, temos também uma referencia de preços com o passar do tempo.

O legal do garimpo é que exige uma paciência absurda, você frequenta as mesmas páginas (e procura algumas novas), procura as mesmas peças, e normalmente volta com as mãos vazias. Mas a persistência é a chave!

COLECIONADOR DE AMIGOS!

Imagem
Na longa jornada atrás de procurar motos antigas, peças, catálogos, folhetos de época, garimpar revistas, pesquisar e publicar matérias neste site, nas longas e curtas viagens que fiz de motocicleta, nos tempos que trabalhei com o pessoal da Revista Duas Rodas, conheci pessoas.

Talvez seja essa a maior pérola que o motociclismo me trouxe!


Original só se é uma vez na vida!

Imagem
Muito se fala sobre restauração, programas de TV são sobre restaurações, eventos, exposições, tudo mundo quer ver a moto brilhando outra vez...

Mas, e aquele banco original, lindo e maravilhoso, de 30, 40, 50 ou até 100 anos atras que está craquelado, rasgado, opaco... mas que foi instalado na fabrica?


A XLX250R de 2 carburadores

Imagem
Depois do tremendo sucesso que a XL250R fez no Brasil, a Honda lançou em abril de 1984 a XLX250R, que se tratava de uma boa atualização em uma moto já incrivelmente atualizada de acordo com o mercado internacional.

Entre as novidades, a XLX trazia o cabeçote RFVC - que mantinha as 4 válvulas da XL250R porém eram dispostas radialmente em torno do cilindro, a proposta era aumentar a eficiência da combustão e o fluxo da mistura e gases, Além disso, ela veio, não com 2 carburadores, mas com carburador de corpo duplo, o qual funcionava em separado em baixas rotações e em conjunto nas mais altas, garantindo um ganho expressivo no desempenho.

Pessoalmente já ouvi tantas criticas a esse conjunto de carburação que passei a classifica-las como "lenda urbana", situação na qual os críticos de hoje estão criticando algo que nunca viram funcionar, muitos nunca pilotaram uma XLX dessa época e ficam falando o que ouviram algum dia... e que não necessariamente é real!

Exposição de motos antigas Itatiba SP

Imagem
Esse evento aconteceu no Auto Posto Giardino d´Italia em Itatiba - SP.  Apesar de parecer estranho, num posto de combustível, mas o espaço era abundante e muitíssimo bem organizado, até mesmo uma banda de rock tocava, por entre as bombas do posto!

Motos Clássicas 80 estave presentee e levou algumas de suas preciosidades, enquanto a animada banda homenageava Raul Seixas...
Alguns - espetaculares - carros de época participaram do evento!  Curtam as fotos...

Honda CB50 Dream

Imagem
Pois é, pra quem acompanhou a enquete que ficou no ar no site durante a semana passada, a triste noticia é que apenas 1 leitor acertou o ano de fabricação e demonstrou conhecer a moto... mas nem é tão triste assim, pois foi proposital... era uma pegadinha...

A "moto de 10 metros"

Imagem
Há um termo engraçado que deixa claro o que vem a ser uma moto antiga efetivamente de coleção e uma moto antiga reformada sem muitos critérios.  "Moto de 10 metros"...

"Moto de 10 metros" é aquela que brilha nas fotografias como se fosse zero km, impressiona mesmo. Quando a vê parada em uma exposição, chama atenção... Mas o encanto acaba quando você se aproxima a menos de 10 metros dela. Os detalhes começam a saltar a vista é literalmente "matam a moto".
Vou citar alguns exemplos, mas são apenas exemplos mesmo, a criatividade dos "reformadores" que existem por aí é tão grande que seria necessário uma seção de bizarrices pra listar todas elas. Os mais grosseiros são:
1- tudo pintado e envernizado:  pra que seguir o que a fábrica fez? Se o tanque era pintado e recebia adesivos, podemos dar um jeito na falta dos adesivos e pintar tudo, afinal tem um pintor super talentoso no bairro que já pintou a moto de fulano de tal...  E fica realmente parecido, …

Encontro Anual Veteran Motorcycle Club do Brasil

Imagem

Enquanto isso, na barbearia...

Imagem
O salão estava vazio, mas a luz acesa e a navalha aberta sobre o balcão me deram a certeza que poderia entrar. Como a minha barba estava exageradamente grande e desgrenhada, resolvi esperar.
Em uma das duas cadeiras antigas, detalhadamente restauradas, acomodei-me enquanto aguardava por alguns instantes.

Dali era possível ver todo o andar de baixo e a movimentação do público e das motocicletas. Depois de alguns minutos uma CB500 Four dourada 1975, com um sonoro 4x1 parou bem pertinho de onde eu estava sentado, através da viseira percebi os olhos arregalados de adrenalina e que os braços expostos eram completamente tatuados, ao tirar o capacete desconfiei: seria o barbeiro?
Como se não bastasse tudo que relatei até agora, que já seria o suficiente pra me credenciar ao "Festival de Mentiras de Nova Bréscia", perguntei a ele: - você é o barbeiro?  a resposta foi solene:
- sim, claro, sou o Klaus, acabei de chegar da corrida, me desculpe pelo atraso!
Com essa ganhei o Festiva de …

Estamos aqui! - Pé na Tábua - Barra Bonita!

Imagem
Chegamos e aqui estamos! 

Esperando por vocês, amigos e leitores do Motos Clássicas 80 - Dias 30/10 até 02/11/2015..  






Vambora pro Pé na Tábua - Barra Bonita !?!

Imagem
A partir de amanha estaremos lá, se voce for, procure pelo nosso stand!  Vai ser um prazer recebe-los! Pé na Tábua Barra Bonita 2015


Exposição MOTO ANTIGA - Itatiba - SP

Imagem
Pessoal, no próximo dia 08/11 vai rolar, no posto Giardino D´Itália a primeira exposição "moto antiga" de Itatiba.

O evento nasce agora, mas nasce com força e costas quentes.

Haverá Banda de Rock ao vivo, e tem apoio de restauradores da região.


TT Pé na Tabua - Barra Bonita

Imagem
Pessoal, peguei na internet esse vídeo do ultimo evento Pé na Tábua de Barra Bonita (2014) - serve de aperitivo - quem tiver preguiçoso vai se animar a ir até lá.

Esse ano vai ser especial, primeiro por ser no feriado de finados - oportunidade legal pra dar uma volta pelo interior paulista.  Barra Bonita é uma cidade bonita, turística e tem diversão pra família toda, desde hotéis fazenda, Resorts, navegação pelo rio tietê, eclusa e etc.  Vale muito a pena!

11 fatos que provam que a infancia dos anos 1980 era bem "vida louca"

Imagem
Beatriz Vichessi
Colaboração para o UOL




Fichário da Moto: Ajuste-se

Imagem
Esse fichário da moto, publicado na edição 204 da revista Duas Rodas, é muito válida até hoje. Principalmente pra quem acabou de restaurar uma motocicleta e quer - precisa - ajusta-la às suas necessidades (peso, altura, preferencias pessoais).

Pé na Tábua TT - 2015

Imagem
Pessoal, esse ano tem mais!  esse evento é imperdível!

Fichário da Moto: Aumente a cilindrada da sua XL ou XLX250R.

Imagem
Esse fichário da moto, publicado na revista Duas Rodas número 147 em setembro de 1987 explica, passo a passo, como adaptar o pistão da XLX350R nas 250R e com isso aumentar a cilindrada para 310cc, ganhando potência e torque.

Na época, era uma opção bem mais em conta do que os desejados "kit muggen"


Encontro carros e motos antigos de Louveira 2015

Imagem

Aventura: Sem o Tríptico não entrava!

Imagem
Em 1949 quatro jovens motociclistas paulistas resolveram conhecer o Chile montados nas suas reluzentes Triumph Bonneville 500 cc . Um dos participantes conhecia o Dr. Ademar de Barros, Interventor do Estado  de São Paulo, e por isso fizeram a largada simbólica da viagem no Palácio do Governo nos Campos Elísios depois de pegar uma carta de apresentação para o "Presidente" Perón.



Restauração: MZ RTS

Imagem
Pessoal, o leitor Willian de Brasilia, DF já esteve em nossas páginas apresentando sua MZ-NVA militar, um projeto de muito bom gosto, demonstrando que a restauração pode ter variações surpreendentes, sem duvida Willian conseguiu uma moto exclusiva!

Hoje ele nos trás a segunda MZ restaurada (viciado em MZs? hummm... talvez, mas as MZs que saem de sua garagem merecem a atenção de nossos leitores.)  Deixo novamente o texto por conta dele, que, alem de muito bom gosto em restaurações, tem uma fluência impar na narrativa, essa em especial retratando problemas comuns a qualquer restauração de MZ, aliás, depois dessa segunda restauração ele tem realmente conhecimento abundante no assunto. Acompanhem:

MOTOCROSS ANOS 80

Imagem
Esse vídeo nos trás belíssimas imagens e boas recordações do motocross nos anos 1980...











Lustra móveis??

Imagem
Pois é, ele mesmo... nunca presente na caixa de produtos de limpeza da motocicleta, mas vale a pena "roubar" do armário de limpeza da casa e fazer um teste com a moto.

Atenção: Usar apenas nos plásticos, ok?  nada de passar na pintura ou em peças pintadas (por isso se você mandou pintar o plástico de sua moto, esqueça o lustra moveis!).

Já pra quem quer dar aquele upgrade no plástico de sua moto, vale a pena experimentar, foi uma recomendação de um amigo motocicleta que infelizmente não está mais entre nós, eu uso com frequência, mas me esqueço de compartilhar isso com os amigos do Motos Clássicas 80.  Então lá vai - as imagens falam por si só!



Doris, um amor pra vida inteira

Imagem
Pessoal, fala sério!  Esse anuncio não é a nossa cara?!

Substituição de cabos - mantendo originalidade

Imagem
No ultimo final de semana, fui dar uma volta com a XLX350R e notei que o conta-giros deixou de funcionar. Levei a concessionária para verificar se era o cabo que havia se rompido e bingo!  Era ele mesmo o vilão da história.

No entanto o cabo que estava lá era o original da moto, de fábrica, e apesar de encontrar o cabo com extrema facilidade (marca Scherer que é justamente quem manufatura para a Honda) eles tinham umas poucas diferenças externas, nada que comprometesse o funcionamento, mas, por exemplo, o acabamento que era de metal em 1988 passou a ser feito em plástico injetado no mais moderno. Apesar de ser um cabo que fica praticamente escondido, embaixo do tanque e por trás da carenagem de farol, eu não queria aquele acabamento...

COLECIONAR: PROTEGER O PASSADO!

Imagem
Sem duvida o lado emocional pesa demais para o colecionador, a escolha de cada moto, as lembranças que elas lhe traz e assim por diante, é sem duvida uma grande viagem no tempo!
Mas, independente do que leva cada um a montar e manter em sua coleção, escrevi esta matéria pensando em elencar alguns itens que estão simplesmente entrando em extinção e que, graças a atitude, paciência e dedicação de colecionadores, as futuras gerações terão o prazer de conhecer - e não apenas de "ouvir falar" deles.

Carburador Com seus estouros característicos, a necessidade de constantes regulagens, grande responsável pelo bom desempenho e pela economia (ou não) de combustível, hora "dando excesso" de combustível, hora com falta... uma verdadeira traquitana mecânica, capaz de misturar um líquido e um gás e injetá-lo no motor, dosando ainda sua proporção. 
Certamente no futuro teremos trabalho pra mantê-lo funcionando: esse é o carburador! Carburadores simplesmente não existem mais nas …

Brian Johnson também gosta....

Imagem
Apesar de rock e motos andarem juntas, ele nunca me chamou muita atenção, eu sempre fui mais "pacato" quando o assunto era rock, preferia Eric Clapton, U2, Guns and Roses, Bruce Springsteen, Bon Jovi  em detrimento a bandas mais pesadas como o AC/DC do Brain Johnson...

Mas, recentemente um programa que vem passando no canal a cabo "Discovery Turbo" chamou minha atenção, passei a grava-lo e assistir assiduamente.

ARQUIVO: A XT600Z TÉNÉRÉ 2 ANOS ANTES DE SER LANÇADA NO BRASIL

Imagem
A revista Motoshow incomodava a concorrência!  Tinha lá suas facilidades na europa, é verdade, mas sabia tirar proveito disso e ao menor rumor que a Yamaha podia lançar a XT600Z Ténéré no Brasil, apresentou-nos esse teste, explicando detalhadamente como seria a XT caso fosse aqui lançada!


A moto apresentada (ano/modelo 1986 na Europa) era praticamente igual a lançada no Brasil dois anos mais tarde!  Entre as diferenças estão o para-lama dianteiro, que no modelo europeu trazia um aplique de gosto duvidoso e a potência do motor, como já era costume naqueles tempos, o modelo lançado no Brasil sempre tinha alguns cavalos a menos de potência - segundo os fabricantes, adequado ao nosso combustível!

A matéria é fantástica e merece fazer parte de nosso arquivo! Sem falar nas fotos, da "desértica" Ténéré.... na neve!

Fichário da moto: Regulando carburador

Imagem
Caro Leitor, compartilho essa matéria publicada no site motonline do genial Tite, pois é um item que em muito interessa a nós colecionadores. Tite com toda sua experiência foi capaz de transmitir de forma simples a "magia do carburador", explicando passo a passo como acontece a formação da mistura, como regular, equalizar etc. Se pro motociclista moderno tem pouca importância, pros colecionadores é importantíssima!

Regulando carburador - Uma espécie em extinção

por: motonline

Um drama condenado a extinção. Com a vinda das motocicletas injetadas vai acontecer com os carburadores o que aconteceu com os platinados.

Até um bom tempo atras as ignições das motos funcionavam por meio de platinados. Era um sistema que carregava a bobina de ignição com corrente do magneto e ao desligar o contato do platinado a faisca se dava na vela.

Era um drama para manter regulado porque havia muitas peças moveis que se desgastavam e o motor "saia do ponto" ficando difícil de pegar e quan…

QUANTO VALE?

Imagem
Há uma faceta pouco comentada mas muito divertida quando falamos de colecionáveis, se aplica a tudo que se pode colecionar, mas sem duvida carros e motos saem as ruas, despertam a curiosidade dos que os vêem, e ali expostos acabam se tornando o centro das atenções.


Uma situação muito comum é sair com as motos antigas pra dar uma voltinha, e a cada parada, seja para abastecer, padaria, oficina, restaurante - aquela rodinha se forma em poucos minutos e começa a saraivada de perguntas:
- caramba!  Que ano é ? - restaurada ? - qual a km ? Mas original mesmo ? - trata ela no iogurte ? - coloca pra dormir na sala ? - vende a moto ? - Poxa parabéns !!

MC80 no WEBMOTORS e UOL: Confira dicas para comprar sua primeira moto clássica.

Imagem

Em uma época de inocência...

Imagem
Eu tinha apenas 15 anos e naqueles tempos, no interior do estado, em cidades pequenas, havia uma certa liberalidade da polícia com relação a menores de idade pilotando motocicletas e dirigindo automóveis. Na realidade minha primeira moto tive aos 13 anos...  mas, na historia que conto hoje foi protagonizada  pela "vermelhinha"e quando eu já tinha 15 anos...

Hoje, olhando para trás entendo que essa viagem de apenas 100 km, foi a maior aventura que fiz sobre uma motocicleta em minha vida, e, não pode-se dizer que minha vida em duas rodas foi pacata...

100.000 visitas - Obrigado!

Imagem
06/agosto/2015
Motos Clássicas 80 ainda não completou 2 anos (começamos a esboçar as primeiras páginas em setembro de 2013, pegamos gosto pela estrada em 2014) e atingimos hoje a marca de 100.000 km!  ops, desculpe, 100.000 visitas em nosso site!

HONDA NX350 SAHARA

Imagem
Começo dos anos 90 e a Honda lançou a nova, a NX350 Sahara: Uma nova moto, sem duvida, porém, a exemplo do que havia acontecido no lançamento da CBR450SR, a "novidade" tinha um gostinho de "já-te-vi", e logo percebemos, ela tinha uma mecânica bem conhecida,  da XLX350R. Coincidentemente os dois lançamentos foram em resposta a duas motos "puro-sangue" da Yamaha (a RD350R e a XT600Z TÉNÉRÉ) - o que inflamou ainda mais a discussão entre Yamahistas e Hondeiros daqueles tempos.

COLECIONAR: COMO COMEÇAR?

Imagem
Ao navegar na internet ou frequentar encontros de automóveis antigos, muitas pessoas sentem saudades de uma determinada época ou sentem-se atraídos pelas recordações que algum tipo ou modelo de motocicleta trazem.
Quem nunca suspirou diante de uma reluzente CG125 1977: Ahhh comecei numa igualzinha a essa!

Pois é, dai pra vontade de colocar uma delas na garagem é um pulinho...


Mas dar esse pulinho nem sempre é fácil. Primeiro vem o temor dos custos envolvidos, o cidadão pode imaginar que a compra da moto é apenas a ponta do iceberg de despesas - e pode realmente ser, como também pode não ser.

Vou colocar algumas sugestões pra quem ta querendo começar e precisa de um empurrãozinho, mas por favor, entenda: são minhas sugestões. Sugestões baseadas nas experiencias que tive, existem sem duvidas outras formas de iniciar uma coleção que são muito válidas também, vai de avaliar o desafio que cada um quer encarar, dos recursos que dispõe e principalmente e o que lhe dará maior prazer.

O passeio ainda é o melhor remédio!

Imagem
Confesso que sei, sem falsa modéstia, manter veículos e máquinas em bom estado a longo prazo, desde a maneira de conduzir um automóvel, a tocada numa motocicleta, as manutenções básicas...  Sinto prazer em tocar com suavidade e manter meus veículos.

Não é a toa que, algumas motos são minhas há mais de 25 anos e apenas sendo conservadas, manutenção básica, sem que fossem fruto de reforma ou restauração.

Fato é que, os mecânicos acabam sempre me usando como referencia nesse assunto, hora é a pastilha de freio da esportiva do Diego que passou dos 60.000 km (dianteira!), ou a embreagem que superou os 100.000 km, e por ai vai.

Ontem encontrei um amigo que tem uma XL250R, restaurada e muitíssimo bem conservada, porém ele vive reclamando da moto não funcionar direito, de entupir o carburador, do tanque soltar ferrugem, dos filtros entupirem...  e eu perguntei a ele:  -  cara, você anda com sua moto?

Placa Preta - Será o fim de uma tradição?

Imagem
A famosa placa preta, parece ter seus dias contados!  ha uma regulamentação nova do Detran que indica que, a partir de janeiro de 2017 todos os veículos novos serão lacrados com o novo formato de placas, que visa integrar todo Mercosul, a exemplo do que acontece atualmente no mercado comum europeu.


Fichário da Moto: Manutenção básica da XLX350R

Imagem
Hoje inauguramos uma nova seção aqui no Motos Clássicas 80 - Fichário da Moto.

Algumas revistas publicavam, naquela época, uma seção de mecânica, onde abordavam temas como parte elétrica, platinado, manutenção básica de uns e outros modelos.

Aos poucos, vamos pinçando as melhores matérias de época publicadas e postando nessa nova seção.

Hoje, a manutenção básica da XLX350R é o tema, publicada na revista Duas Rodas #144,  de junho de 1987.

Os arquivos podem ser baixados para sua máquina e compor seu próprio arquivo pessoal, ou consultados a qualquer momento no nosso site!


E o leão transformou-se em um gatinho...

Imagem
Ontem fui trabalhar com a Agrale Dakar 30.0 - falar da delicia que é a tocada dela na cidade é covardia!  A moto com seu porte avantajado, tanque de dimensões exageradas, alta, barulhenta - chama atenção por onde passa.

As acelerações são empolgantes, fazendo com que cada semáforo se transforme em uma diversão, saltando a frente dos carros e da maioria das motocicletas que por ali trafegam.

No entanto, acabei me estendendo um pouco mais no trabalho e quando sai já era noite, como a moto já havia entrado na reserva de combustível, resolvi passar no posto para abastece-la antes de ir pra casa. Acontece que o único posto que tem gasolina pódium na cidade, é acessível por rotas urbanas, mas a volta pra chegar até lá é enorme, e resolvi pegar um atalho pela rodovia Fernão Dias, afinal seriam apenas uns 5 km.

Aventura: A procura do Centro Geodésico da América do Sul

Imagem
Em 1992 fomos conhecer o Pantanal do Mato Grosso montados nas poderosas Yamaha 600 Ténéré e Honda XLX 350 e resolvemos voltar via Goiânia pra passar pela famosa Chapada dos Guimarães.

Arquivo Confidencial: Xl 125 S

Imagem
Com essa postagem terminamos a série que trouxe, na íntegra, o documento confidencial da Honda de 1985 que chegou até as nossas mãos (todos disponíveis na seção Confidencial deste site).
A XL125S era o grande lançamento, e recebia atenção especial por parte desse fabricante! A moto foi, e é até hoje,  um grande sucesso!

A EVOLUÇÃO DA ESPÉCIE

Imagem
Hoje olhando para as motos dos anos 80, elas podem parecer peças de museu, e são. Mas não podemos nos esquecer que elas já foram a evolução de outros modelos, que elas já fizeram com que outras motos, as que vieram antes, se tornassem obsoletas. Vamos tentar relembrar aqui, o que nas motos dos anos 80 era avançado, como era antes delas e chegando um pouco mais pra frente, o que veio depois, no finalzinho dos anos 80, início dos 90.

Arquivo Confidencial: Motocicletas Honda - Vencendo a Concorrência.

Imagem
Pra quem vive no mundo empresarial, como acredito ser uma parte dos leitores deste site,veja que curioso:  Naquela época a Honda dominava 90% do mercado brasileiro de motocicletas. E, de acordo com o documento que lhes trago nessas páginas, note como eles se preocupavam em municiar a equipe de vendas, no Brasil inteiro, com ferramentas contra a principal concorrente, a Yamaha.  Não importando se o concorrente era 10x menor do que a Honda, era o alvo! e era tratado como se fosse um concorrente muitas vezes maior!  Pra quem vive no mundo dos negócios, uma lição.  Pra quem curte moto, uma leitura deliciosa, relembrando a velha briga 2 tempos x 4 tempos que vimos ser travada no Brasil naqueles tempos.
Pra todos:  Boa leitura!

XIV Encontro de Motos Antigas em Curitiba

Imagem
Organizado pelo colecionador Franz G. Goossen, o XIV Encontro de Motos Antigas em Curitiba e Região será realizado neste domingo (12), na Chácara Sapolândia, no bairro Alto Boqueirão, a partir das 10h30.

Nas Entranhas da Moto...

Imagem
Eles ficam escondidos, silenciosos... são as graxas e os fluidos!

Entre todos, o óleo do motor é o mais famoso, conhecido até mesmo pelas mulheres, merece muito de nossa atenção. Mas além do óleo do motor, você conhece os demais fluidos, graxas e pontos de lubrificação de sua clássica?  Espero que conheça, mas mais importante que conhece-los é lembrar de sua correta manutenção!

Para ajudar, a lista abaixo nos trás uma sequencia de manutenção desses lubrificantes ocultos, tão importantes e que não devem ser esquecidos:


Óleo do motor


Bem, desse item eu tenho certeza absoluta que ninguém se esquece, pois caso esquecesse, a clássica não estaria mais aqui pra contar historia...  ou, já teve despesa suficiente pra consertar um motor e não mais esquecerá.  Mas não basta apenas troca-lo, devemos lembrar que cada moto tem lá seu ritual para troca de óleo, algumas tem filtro a ser trocado, outras não.
O manual da moto é o maior aliado nessa hora - o óleo deve seguir as mesmas especificações exig…

Arquivo Confidencial: XLX 250R

Imagem
Dizem que o melhor sempre fica pro final, não é mesmo?  Pois é, pro final desse catalogo que encontramos perdido, ficaram a XLX250R - a de 2 carburadores, e antes de terminar vamos ter ainda a que era recém lançada, a XL125S... nos próximos dias ela aparecerá...  boa diversão a você, caro leitor com a XLX250R que, criticadas por muitos e amada por outros justamente por possuir carburador de corpo duplo. Em minha opinião, injustiçada, pois ela tinha um desempenho excepcional (quase acompanhando a XLX350R) e bastava uma boa regulagem pra garantir a diversão...  como também dizem que tudo que é bom dura pouco, a festa do desempenho acabou rapidamente e as demais XLX que vieram nos anos seguintes, eram mais modestas em termos de desempenho...