domingo, 15 de fevereiro de 2015

Yamaha VMax chega aos 30 anos com força e estilo de muscle car

Carlos Bazela
Da Infomoto




O ano era 1985. Os famosos "muscle cars", com seus motores imensos que mal cabiam no capô, faziam a cabeça dos fanáticos por desempenho. Atsushi Ichijo, projetista da Yamaha, decidiu implantar a mesma filosofia para o mundo das motocicletas. Nascia ali a Yamaha VMax, um modelo com corpo de custom, ciclística de naked esportiva e potência quase incontrolável.
Neste mês, este ícone da marca nipônica completa 30 anos de existência, sendo o principal exemplar entre as power cruisers do mercado.


Um dos maiores responsáveis pelo sucesso foi o motor V4 de 1.200 cc, herdado da touring Venture Royale. Na época, ele era capaz de gerar 143 cv de potência, nada tão absurdo, mas proporcionava aceleração impressionante ao empregar, logo nos primeiros giros, quase a totalidade dos 8,5 kgfm de torque. 
O visual distinto também contribuiu: caracterizada em todas as gerações pelas entradas laterais em formato de cornetas, a VMax mudou pouco no decorrer dos anos. Embora alguns detalhes tenham sido alterados nas reestilizações -- tais quais pintura, cor das rodas e elementos mecânicos como garfo da suspensão e pistões extras inseridos nas pinças do freio dianteiro --, os traços ficaram praticamente inalterados entre 1985 e 2007, quando a VMax original deixou de existir.

RENASCIMENTO
Em 2005, a Yamaha apresentou no Salão de Tóquio um ousado conceito de power cruiser que, muito provavelmente, chegava para susbtituir a velha VMax. "Os entusiastas esperavam por uma nova reestilização, mas sabíamos que era hora de desenvolver uma máquina completamente nova", revela Oliver Grill, gerente de produto da Yamaha na Europa....

Leia essa matéria na íntegra acessando: 

2 comentários:

  1. A moto dragster. No estilo único, uma perfeita Mad Max.Linda, fazia honra frente às clássicas da época até hoje. As motos custom não tinham motor, só a kawa dominator 1100 como párea.

    ResponderExcluir
  2. A moto dragster. No estilo único, uma perfeita Mad Max.Linda, fazia honra frente às clássicas da época até hoje. As motos custom não tinham motor, só a kawa dominator 1100 como párea.

    ResponderExcluir