quinta-feira, 7 de abril de 2016

O som é a alma da motocicleta!

Era apenas uma tendencia,mas já se transformou em fato consumado. Os carros elétricos ou pelo menos híbridos estão por toda a parte (exceto no Brasil por questões politicas, mas nossa hora chegará!)

Taxis, locadoras e grandes frotistas foram os primeiros, depois vieram os cidadãos com alto índice de consciência ecológica e que pensam em deixar um mundo melhor do que quando o receberam...  em poucos anos com certeza, todos nós estaremos usando veículos cujos motores sejam movidos por fontes alternativas.


Não vamos resumir em elétricos, ou híbridos, pois há uma sinalização que esses são apenas os que vão fazer parte da transição entre os motores a combustão e a próxima geração (seriam as tais células de hidrogênio ou células de combustível? é possível que sim).

Nas motocicletas, algumas tímidas marcas vendem motos elétricas, são legais...  uma delas é a ZERO Motorcycles da Califórnia, mas já sabemos que grandes e tradicionais marcas estão com seus projetos prontos para lançamento (a tradicional Harley Davidson parece que vai sair na frente)

Sorte nossa, colecionadores e apreciadores das clássicas, que os anos 80 já "fecharam" e nada de elétricas lá... mal e mal havia partida elétrica!

Onde ficariam a fumaça, o cheiro de óleo, do combustível, o ronco de nossas maquinas?

Se realmente nossas ruas forem invadidas por eles (e elas), e em cerca de 10 a 15 anos virmos a utilização de combustível fóssil ser deixada de lado, nossas ruas serão silenciosas, os postos de combustível serão, pelo menos, diferentes do que se vê hoje (mantenham as lojas de conveniência por favor!) - ai será a nossa vez:

- vamos rasgar as ruas "gritando" com nossas clássicas 2 ou 4 tempos, espalhando fumaça de óleo 2 tempos como quem combate a dengue com pulverizações, arregalando os olhos das crianças, talvez fazendo-as chorar de medo, e com certeza enchendo de lágrimas os dos veteranos, que saudade sentirão daqueles dias ruidosos... nos idos de 1980!


4 comentários:

  1. Bicho. isso é o que me dá mais medo, motos sem seu belo som.
    Dá calafrios pensar nisso, mas é o futuro. Ou teremos outras opções?
    É esperar para ver.

    ResponderExcluir
  2. Fui um feliz ex-proprietário da rainha Honda cb 750 four, a moto do século. Seu ronco de 4x1 é imbatível. Quando eu era adolescente, fiquei apaixonado e fechei compra só por ter dado uma leve acelerada num Maverick gt-v8. Pra dar tesão de curtição, nada melhor do que motorzão potente, como moto com motor 4 cilindros em linha e escape 4x1.

    ResponderExcluir
  3. Gritos estridentes que pegam no âmago da alma, especiais 2 tempos 250cc, yamaha rd 500 lc com dimensionado. Carangas, ferrari gtb daytona 365, Enzo Ferrari era tão fanático do ronco de seus carros que chegava em sua mansão e colocava gravação do ronco v12 para escutar tomando seu Romanée Conti. Motor v12 italiano anos 70, 80 aceleram com gritos estridentes em altas rotações que vão à loucura. Ah, sem esquecer das lambo countach v12, ford gt 40 e ferrari f50, mais bimotas e Eglis de "infelizes" vizinhos que tive no Japão.

    ResponderExcluir
  4. Tô nessa! Me convidem quando forem fazer um esquenta numa loja de conveniência!!!

    ResponderExcluir