quinta-feira, 20 de outubro de 2016

O amigo "mão de vaca"!

"Comprei uma Mercedes Benz, ano 92, cara, uma beleza!" 
- dizia meu amigo, e completou: "Não paga mais IPVA e não preciso fazer seguro, pois não há roubo desse tipo de carro... o carro não deprecia mais, só valoriza!  é uma beleza"

Será mesmo que é por ai?  comprar o automóvel ou a motocicleta antigos, clássicos, pra fazer economia?!



A compra de um clássico não pode acontecer desta forma, procurando nos classificados o veiculo mais barato possível, e pensando apenas em valorização e economia de impostos!  Mas conheço alguns caras que fazem isso.  Acham legal "tirar onda com clássico" e gastar pouco.

A questão nem é gastar muito ou gastar pouco, quando falamos de motos clássicas, as motos que abrangemos neste site são justamente as motos mais baratas, o primeiro degrau para entrar no mundo das clássicas são as dos anos 1980 - começando em cerca de R$ 5.000,00 - a questão é a visão de "negócio"que o cidadão quer dar à aquisição.

Uma parte do raciocínio está correta:  ela não deprecia mais, vai valorizar com o passar do tempo e não paga mais IPVA.  No entanto o buraco é bem mais embaixo, pois para que ela venha a se valorizar com o passar dos anos, deve ser conservada e essa conservação custa dinheiro, e normalmente não é pouco, se compararmos com um veiculo moderno na mesma faixa de preço.

A compra de um veiculo clássico é movida pela paixão, o apaixonado está disposto a fechar os olhos para os problemas que eventualmente aparecem, e custos escondidos, o apaixonado por mais que possa planilhar as despesas para que sirva de fonte de consulta e controles, até mesmo para registrar e demonstrar o "pedigree" da sua motoca, não vai fazer conta na hora de colocar "aquela" peça original que estava faltando e que encontrou num site de leilão da Inglaterra, cujo frete custará 10x o valor da peça.  A compra racional vai pular essa etapa e com isso, suas premissas iniciais estarão indo para o brejo.

Outra coisa que acontece, o cidadão mão de vaca do exemplo, se comprou barato, se está economizando impostos, se está disposto a fazer tantas contas, vai seguramente querer usar tudo que seu bem tem pra oferecer, em outras palavras, vai querer usar diariamente. Ai talvez cometa outro erro grave, pois sem duvida se por um lado faz bem a moto antiga ser usada com freqüência, o excesso de uso traz também o desgaste acelerado, maior necessidade de reposição de peças, custo alto das peças, e o ciclo vicioso do qual ele fugia no momento da compra está criado novamente!

Portanto, se você está pensando numa moto clássica simplesmente por economia - sugiro que repense, conheça as opções de motos "vintage" (zero km com aspecto de motos antigas) que tem por ai e certamente, com o mesmo investimento inicial, vai poder usar sua moto no dia a dia, terá menos dores de cabeça e menor custo mensal - mesmo levando em consideração impostos e depreciação. 

Já por outro lado, para nós, colecionadores apaixonados, não há nada neste mundo que nos faça sorrir mais do que um cromado com 30 anos, uma pintura original "craquelada", um vazamento de óleo característico e por ai vai.

4 comentários:

  1. Manter uma moto antiga (ou velha) em condições de uso, requer dedicação e dinheiro. Caso contrário, esqueça e seja feliz com uma moto nova.

    ResponderExcluir
  2. Saúde & Paz.
    Tenho uma Honda CG 4Strok 87/88 rodando perfeitamente todo dia 25kms.
    Esta toda original(queimada a pintura), mas é assim....qualquer barulho estranho ou defeito que aparece, paro a moto e conserta-se. Mantendo a originalidade de fabrica.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Caro Diego, me identifiquei com o mercedista acima citado. Adoro não pagar IPVA, mas sei bem como são caras as peças e os serviços de importadas. No entanto, existem motivos mais importantes: Dar aquela voltinha de 15 km semanais ou mensais, olhar pela janela da garagem e ver o bichinho ali estacionado e brilhando ( adoro cromos! ), perceber os olhares parados, boquiabertos e babados, e saber que aquela "coisinha brilhante" foi construída quando vc ainda estava no ginásio, no primário ou usava fraldas.

    ResponderExcluir