quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Aos 25 anos ela terá nosso respeito?

2016 já era! Então feliz 2017 que promete muita coisa legal, uma delas é a comemoração dos 25 anos do lançamento da Honda C 100 Dream.  Leve e fácil de pilotar tinha na simplicidade, resistência e economia seus grandes atributos. Mesmo assim, demorou a cair no gosto do motociclista brasileiro.
Com sua charmosa cestinha na frente (que era vendida como opcional) e a valentia do motorzinho de 97 cc, a pequena utilitária pesava só 93 kg. Ela entrou em produção lá em Manaus na primavera de 1992. Naquele ano foram vendidas 1.147 unidades da então desconhecida Dream.


O modelo permaneceu em produção até março de 1998 quando a última Dream deixou a fábrica. Em sua carreira de apenas sete anos foram produzidas 77.611 unidades, sendo que o ano de maior sucesso foi 1997 quando a atingiu o pico de 35.548 motos. 

Viagem

Apesar da curta carreira, a "motinha" marcou o coração de muita gente, prova disso é o fato de muitas ainda rodarem em perfeitas condições. Fácil (e barata) de manter é uma moto que aos poucos ganha status e já merece espaço em coleções.
Um exemplo é o dentista André Luiz Santos, de Cotia (SP), que foi até Curitiba comprar uma Dream. Ele voltou pilotando e diz que a moto é uma curtição e que relembra as boas histórias de sua juventude. Se quiser perder a amizade com ele é só perguntar o preço da Dream. "Não vendo por nada" informa o dentista que usa a moto até para passear com o Toby seu amigo de quatro patas.Um exemplo que a Dream pode ser a primeira clássica. Afinal ela completará 25 anos e já merece respeito. Ou não? Se quiser matar a saudade assista ao vídeo de lançamento do modelo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário