Data de fabricação do pneu.

Esse assunto interessa tanto a colecionadores, quanto ao cidadão comum, que quer saber se a moto (ou carro usado) que ele comprou, veio com os pneus "certos".  Dessa maneira dá pra identificar por exemplo, se os 4 ( ou 5 ) pneus do carro são do mesmo ano, ou se algum já foi substituído, e se foi pode gerar questionamento (e até abrir uma negociação na hora da compra), como por exemplo, qual a razão que leva um carro com 20.000 km já ter tido um par de pneus substituídos? Ou pior... os 4?

Mas isso apenas pra demonstrar a abrangência da informação, nosso caso é bem especifico: As motocicletas, e sendo mais específico ainda - as clássicas!

No caso das motocicletas de coleção é claro que a conversa fica mais séria, pois a importância dada ao modelo do pneu e a data de fabricação, pode determinar a originalidade ou não daquele componente, e ajudar a caracterizar a originalidade do conjunto!

Os 4 últimos algarismos que vem depois da sigla DOT indicam a data, neste caso 5107 (semana 51 do ano 2007)


A "leitura" dos dados do pneu (vamos tratar apenas da data de fabricação aqui hoje, deixando a sopa de letras que envolve a lateral de um pneu pra outra conversa) é muito simples, mas poucos sabem fazer, muita gente fala em "ler o DOT", ou "olhar o DOT do pneu", mas não sabe nem o que está falando, vamos portanto desmistificar esse assunto.
Pra começo de conversa, a sigla DOT, significa Departament Of Transportation - que é o órgão que o normatizou e fiscaliza - Nos Estados Unidos, mas o mundo todo acabou aderindo a essa normatização. Portanto, pneu que tem a sigla DOT é pneu que atende aos requisitos dessa norma.  Entre outras informações estão, a fábrica em que foi feito o pneu (2 primeiros dígitos) e a data de fabricação, que vamos tratar agora:

Bem, quando vamos falar de data de fabricação temos que separar os pneus em dois grupos, os pneus fabricados antes do ano 2000 (grupo que a nós, colecionadores, interessa), e grupo dos pneus fabricados depois do ano 2000.

A diferença entre os dois grupos é que, até o ano 2000, utilizava-se de 3 dígitos para determinar a data de fabricação do pneu - sendo 2 dígitos para semana e 1 digito para ano - esse ultimo digito que era para ano, era um numeral, obviamente de 0 a 9 e indicava o ano da década.  Más, de qual década?  isso não era uma preocupação, pois partia-se do pressuposto que o pneu não durava mais do que 10 anos.

Já a partir do ano 2000, perceberam que era um pouco estupida essa economia de 1 "casa" e passaram a colocar 2 dígitos para semana de fabricação e 2 dígitos para ano, de 00 a 99 - ufa!

Os 3 últimos algarismos que vem depois da sigla DOT indicam a data, neste caso 408 (semana 40 do ano 8 - pode ser 88, 78, 98 etc)

Mas nem tudo está perdido, não é unanime, mas muitos fabricantes, na década de 1990, já percebendo o problema, passaram a colocar ao lado do digito do ano, um pequeno triangulo.  Então, ano com triangulo ao lado significava que pertencia a década de 1990, e sem triangulo podia ser das décadas anteriores.

- Poxa, mas sem saber a que década pertence aquele pneu, a informação não ajudou muito!!!  ajudou sim...  explico:

Se por exemplo a motocicleta é 1985 e o proprietário jura de pés juntos que os pneus são originais de fábrica, que a moto tem 3.000 km e coisa e tal, você olha o DOT dos pneus.  Bem, antes disso primeiro o básico: - os pneus que estão nela são os que saiam de fabrica?  (marca,modelo e medidas) - os dois pneus são iguais?  ótimo, então vamos ver o DOT.

Se ele for semana XX ano 7 por exemplo... nada feito, pois o pneu poderia ser 1977, 87, 97.  O fabricante não colocaria pneu fabricado em 1977 em moto 1985 certo?  Seria impossível colocar na fabrica pneus fabricados em 1987 em uma moto 1985, concorda? pois bem, então: - pneus errados.

Se for semana XX ano 6 por exemplo, mesma coisa.. pneu poderia ser 1977, 87, 97 - todos incompatíveis com uma moto fabricada em 1985!  então pneus errados!

Se os pneus realmente são de fábrica, eles tem que ser do ano de fabricação da motocicleta ou do ano imediatamente anterior, mas da pra ir um pouco mais a fundo na informação, usando a semana agora veja:

Se o DOT for semana XX ano 5 - opa... ai sim..  ta indo bem.    veja nos dois pneus pra ver se o DOT é ano 5 nos dois.  Se for, a coisa ta indo bem.  Vamos aprofundar um pouco mais a busca?   verifique o numero da semana, vamos dizer que seja semana 50 (dezembro), e a nota fiscal da moto é de março de 1985.  não não não!  esse pneu  também não pode ser "de fabrica". Afinal, se a concessionaria entregou pro cliente em março a moto, ela não poderia ter saído sem os pneus, ou com pneus que só foram fabricados no dezembro seguinte.

Mas, se no mesmo caso, moto faturada em março de 1985 o DOT dos dois pneus for por exemplo 504 (semana 50 do ano 4), ou um deles 504 e outro 404 (semana 40 do ano 4), ou ainda um pneu 504 e outro 035 (semana 03 ano 5) - achamos o santo graal!!!   pois pense:  o pneu não pode ser de 1974, concorda? ou a chance disso acontecer é minima. (se quiser ser mais detalhista, pode verificar se esse modelo de pneu existia 10 anos antes, possivelmente não).  Considerando que O PAR de pneus foi fabricado poucos meses antes da moto ser faturada (o que é o padrão absoluto), você conseguiu encontrar, e o vendedor estava absolutamente correto em te vender, uma motocicleta com pneus de fabrica.  Agora é hora de continuar vendo a moto, afinal de contas ela não é feita só de pneus, né?   mas começou bem, o resto tem boas chances de estar adequado também...

Como tudo no colecionismo, detalhes como esse dos pneus são uma delicia de investigar, entender, para por fim conhecer melhor a sua moto também.

Ahh não se esqueça:  Cuidado!!! O lindo e raro pneu de fábrica está ressecado e fora da validade.

- dá pra andar com a moto assim ?

Tenho duas motos nessa situação em minha coleção, troquei apenas as câmeras por novas e rodo sim com as motos, pouca distancia, em dias de sol, em baixa velocidade e com cuidado.  Tendo consciência que não tenho a aderência que deveria ter, em caso de frenagens, curvas, chuva... todo cuidado é pouco com a raridade!

Ahh e mais uma informação, essa leitura é a mesma em todo o mundo, portanto você leitor de Portugal, Argentina, Japão, USA e até da Alemanha (alô, Victor!) - pode conferir nos pneus de sua motocicleta...  vai ser uma descoberta interessante!

Comentários

  1. essa do pneu... vou ver a minha Dakar, eu juro que são ...ou eram originais... tirei fora porque estava completamente ressecados... ai comprei outro par de MT 40 um pouco mais novos, old stock.... bom.... um ano depois..... o dianteiro já esta rachando nas laterais...e o traseiro indo embora também..... segurança fala pra trocar....mas aquele desenhinho dos MT 40... aquele jeitinho de original.... ahhh deixa assim e eu ando devagarinho com ela...rsssss

    ResponderExcluir

Postar um comentário