Um herói de carne e muitos ossos (quebrados)


"As crianças queriam ser como eu, os homens queriam ser como eu e as mulheres queriam estar comigo". Essa é a frase mais legal do americano Robert Craig Knievel, o nosso amado e invejado Evel Knievel. Não sei você, mas eu tenho inveja de sua coragem e ousadia.
Tudo bem que o cara era um louco, um maniaco pela fama e um verdadeiro motoqueiro à moda antiga. Ele não tinha medo da morte, aliás ela era sua amiga e graças a isso ficou famoso, como ele sempre desejou.

Nasceu pobre e cresceu morando nos trailer e por lá viveu ainda com seus filhos. Ele sempre buscou algo diferente, algo que o destacasse dos outros homens carrancudos com seus ternos e chapéu - típicos dos anos de 1960.

Libriano, nasceu no dia 17 de outubro de 1938 e usava seu carisma e seu lado espirituoso para cativar as pessoas e se promover. Ele era bom nisso!
Para a sorte de Evel existiam as motocicletas. Essas máquinas que ele conseguiu transformar em plataforma para a fama. Evel oi o precursor de muitos outros pilotos famosos - que assim como ele saltavam desafiando a morte. Mas ele foi o primeiro, ele foi o único.
Além de ser um excelente piloto, lembre-se que as suspensões das motos quase não ofereciam regulagens, nosso herói era um excelente promotor de eventos. Começou com pequenos saltos nas feiras rurais como em Indio, na Califórnia. Depois ganhou o mundo, ganhou fama e saltou por cima de tudo e de todos.
Municiando seu Smith & Wesson 38, sempre pronto para encrencas e elas não faltaram em sua vida
Um homem que não levava desaforo para casa e com pouco juízo arrumou confusão e teve uma vida extremamente conturbada. Brigou, bateu, apanhou e quase matou um jornalista na porrada kkkk.
Não tenho a pretensão de escrever uma biografia do Evel, queria mesmo relembrar um pouco desse herói que representa muitos de nós que amamos a vida em duas rodas.




Evel nos deixou em 30 de novembro de 2007, aos 69 anos. Mas com tantos desafios que ele completou, em minha opinião, Evel Knivel nunca morreu e nunca morrerá. Ele era um herói de carne e osso (muitos quebrados, é verdade) e chegou a ser personagem de uma revista em quadrinhos publicada pela DC Comics.
Se quiser saber mais sobre ele, as motos que usou e detalhes da sua carreira visite o site oficial.
Outra coisa curiosade é o Guia dos Ossos quebrados. Veja a quantidade de platina o cara tinha no corpo e quantas vezes ele foi para o "estaleiro" se recuperar. Foram inúmeras porradas que a vida lhe deu, mas ele nunca se curvou a elas. Como um verdadeiro herói!!!



Comentários

Postar um comentário