Há 30 anos era fabricada a primeira Honda NX 350 Sahara em Manaus

Em julho de 1990 foram fabricas as primeiras Sahara em Manaus (AM), essa da foto, modelo 1991, está no acervo da Honda em Indaiatuba

Muita gente reclamava que a Honda XLX 350 não tinha partida elétrica, foram anos de angústia (e canelas doloridas, segundo as más línguas). O sofrimento durou até julho de 1990 quando começou a produção da Sahara na fábrica da Honda em Manaus. Por isso, nós do Motoclassicas80 publicamos essa matéria com o  resumo do número de vendas da saudosa Sahara. Uma senhora de respeito que completa 30 anos de fabricação.

Quem teve o prazer de pilotar a Sahara deve lembrar do "assobio" clássico do motor de um cilindro (339 cc) e sua potência máxima de 31,5 cavalos. Era sensacional, quase um milagre, apertar aquele botão amarelo do lado direito (START) e ouvir o motor de arranque despertar o propulsor.

Esse botão acordava o motor da Sahara, a tão desejada partida elétrica que não tinha na XLX 350
O som abafado e grave saindo do escape convidava para longas viagens. O piloto ia protegido pela enorme carenagem, protetor de mão e o paralama baixo. Esses itens ajudavam a encorpar a Sahara e a remetiam à sua irmã maior Africa Twin que, segundo a Honda foi a sua inspiração.

Tempos difíceis

A Sahara sempre lutou contra a crise econômica e vendeu muito pouco no começo da sua vida


Mesmo com essa linhagem "dakariana" a vida da Sahara, não foi fácil. O modelo chegou às concessionárias em plena crise econômica do começo dos anos de 1990 e patinou nas vendas - assim como todas as motos daquela época. Prá você relembrar um pouco, fiz um levantamento dos números de produção de cada ano (veja o gráfico abaixo).

A vida da Sahara durou uma década, entre julho de 1990 e a setembro de 1999, nesse período o  modelo não sofreu alterações mecânicas, apenas cores e grafismos, e atingiu o maior número de vendas em 1997. Naquele ano foram produzidas 8.798 motos enquanto o pior ano foi 1993 com menos de 2.000 unidades produzidas - para ser exato, apenas 1.966 unidades foram fabricadas.

Em 1999 a produção da Sahara acabou, em setembro daquele ano foram produzidas as últimas 30 unidades. No mês seguinte começou a produção da NX4 Falcon que entrou em seu lugar.
O assunto Sahara está apenas começando aqui no Motos Clássicas. Em breve falaremos novamente dessa aventureira abordando sua parte técnica, dicas de manutenção e peças, afinal essa jovem senhora ainda arranca suspiros de muita gente

Veja quantas unidades da Sahara foram produzidas em cada ano, segundo informações da associação dos fabricantes de motos.
ano.....produção
1990   2.222
1992   4.197
1992   2.811
1993   1.966
1994   2.136
1995   4.475
1996   7.507
1997   8.789
1998   7.507
1999   2.020








Comentários

  1. linda moto ,sempre tive muita vontade de ter mas a minha idade não permitiva. Hoje posso ter mas não encontro nenhuma inteira

    ResponderExcluir
  2. Poxa mais essa da foto não a 1990

    ResponderExcluir
  3. Até que a XLX 350 não era assim, um bicho de 7 cabeças para ligar. Até que a Sahara é legal, mas a XLX era mais amada.

    ResponderExcluir
  4. Tenho uma 97, vermelha e roxa, com 65000 km.
    Já se vão 15 anos juntos.
    Quando posso, faço um passeio pela minha região, vale do Paraíba, SP.
    Quem conhece a moto, sempre tem alguns que vem falar sobre a saudade que tem de uma Sahara.

    ResponderExcluir
  5. Cícero, essa faz parte da grande lista das motos que queria ter mas nunca tive... nessa época tinha a XLX 250, e o sonho eram primeiro a XLX 350, depois a Sahara... saíram de linha sem que eu tivesse a oportunidade de ter uma delas, mas sempre que as vejo a sensação é a mesma, ainda quero.... rssss

    ResponderExcluir
  6. Tenho uma dessas ano 91 com 95% das peças originais pneus inclusive, 370 mil km, funcionando normalmente, mas preciso trocar a bomba de óleo do freio bem como o tanque que apresenta um pequeno vazamento na conexão da tampa devido a corrosão nessa área, mas não encontro no mercado, alguma sugestão ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.motoralf.com.br/index.asp. O amigo pode tentar nessa loja indicada no link acima, conhecida por manter estoque de peças de moto da década de 80 e 90. O proprietário, Ralf, é um entusiasta das motos dessa época e possui um pequeno acervo delas, muito bem conservadas. Boa sorte e parabéns pela motoca!

      Excluir
  7. Também tive uma dessas, foi minha primeira moto e me lembro até hoje e ainda não tinha habilitação.....

    ResponderExcluir

Postar um comentário