Daytona 200: 50 anos da primeira vitória da Yamaha de TR3

Compartilhe este conteúdo

Pai e filho em 1972, na primeira vitória da Yamaha, depois viriam nomes famosos como Giacomo Agostini, Johnny Cecotto…

O encontro de Daytona, ou Daytona Bike Week, fez a fama da pequena cidade americana de Daytona Beach, na costa da Flórida. Sonho de muitos motociclistas brasileiros que desejavam conhecer o evento e ver de perto a experiência do jeito americano de “viver a motocicleta” que era dominado por marcas americanas como a Harley-Davidson e Indian, inclusive dentro das pistas. O nome Daytona também é importante pelo circuito da cidade, ele é emblemático e tornou algumas provas muito especiais. Um exemplo é a Daytona 200, disputada no icônico Daytona International Speedway.

OK, raramente falamos de corridas aqui no Motos Clássicas 80, mas essa história e as fotos que a Yamaha disponibilizou são muito bacanas e merecem ser mostradas para os amigos, veja se concorda comigo…

A Daytona 200 é uma das corridas mais legais do mundo e esse ano chega a sua edição de número 80 e a novidade é que a Yamaha América resolveu voltar a participar oficialmente da competição que aconteceu de 10 a 12 de março – veja o resultado no final desta postagem.

Herança genética

Vamos voltar ao passado e falar de 1972, para entender a importância dessa prova para a Yamaha. Há exatos 50 anos o jovem californiano, Don Emde, repetiu a façanha do pai Floyd Emde – que venceu a prova em 1948, pilotando uma Indian. Don levou sua Yamaha TR3 para uma vitória impressionante que foi a primeira da Yamaha naquela competição. Sua vitória abriu uma série de 13 anos de reinado da casa de Hamamatsu na pista da costa leste americana. Nesses 13 anos alguns pilotos lendários como Giacomo Agostini, Johnny Cecotto e Kenny Roberts levaram suas Yamaha para o lugar mais alto do pódio. No total foram foram 27 vitórias nas últimas cinco décadas.

blank
Don com a Yamaha TR3 na Daytona 200, abaixo conheça um pouco mais dessa máquina.
blank

“O dia 12 de março de 1972 guarda uma verdadeira memória para toda a minha família e para mim, pois trabalhando juntos, levamos aquela pequena TR3 para a vitória” afirmou Don Emde. “Recebi a bandeira quadriculada com pouca distância do segundo colocado, e a sensação dessa vitória há 50 anos permanece viva até hoje! Ainda devo dar crédito ao meu pai, que me ensinou que meu maior objetivo nas corridas sempre foi possível alcançar.”

Como era de se esperar, a Yamaha América entrou na briga para fazer jus aos 50 anos daquela prova emblemática. Mas a Triumph não queria deixar a Yamaha fazer sua festa… O final daquele duelo, de 57 voltas, reservava grandes emoções. Com uma Yamaha R6, o sul africano Petersen Scores lutou até o último instante pela vitória, porém cruzou a linha de chegada a sete milésimos de segundo de Brandon Paasch, que correu com uma Triumph Speed Triple RS. Veja a foto abaixo e diga se a chegada foi digna, ou não, a meio século de história…

blank
Chegada emocionante com Brandon Paasch, de Triumph Speed Triple RS, ao lado de Petersen Scores, com sua Yamaha R6 – final digno para a prova número 80

Compartilhe este conteúdo

One thought on “Daytona 200: 50 anos da primeira vitória da Yamaha de TR3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.